Documentário sobre Diana Vreeland

Documentário sobre Diana Vreeland

Diana Vreeland. Foto: reprodução

Diana Vreeland. Muito antes de Anna Wintour, editora chefe da Vogue América, ditar moda era ela que regia a moda mundial. A sua importância foi tanta que em setembro será lançado o documentário Diana Vreeland: The Eye Has to Travel, no festival de Veneza e em outubro será a vez do lançamento do livro que deu origem ao filme.

O material conta com entrevistas com os estilistas Calvin Klein, Oscar De La Renta e Diane von Furstenberg e o fotógrafo David Bailey.

A história começa quando Diana começou sua carreira na Harper’s Bazaar em 1937, onde permaneceu por 25 anos. Em 1962, quando entrou na Vogue sua influência se tornou realmente forte internacionalmente. Como toda grande editoria de moda tinha uma personalidade excêntrica e era temida: obrigava todas a usar salto alto e acessórios barulhentos para que ela sempre soubesse quando estavam por perto.


A tal personalidade lhe custou o emprego em 1971 e depois disso trabalhou como curadora da ala de indumentária do Metropolitan Museum, mas morreu em 1989 na miséria e praticamente cega. "de tanto ter visto coisas bonitas", como dizia.

Por Larissa Alvarez

Comente