Vestidos de noivas - rendas e saias volumosas são tendências

Vestidos de noivas  rendas e saias volumosas são t

Foto/Divulgação

O vestido de noiva não está integrado ao mundo da moda fashion. "Enquanto a tendência do dia a dia é dividida em duas partes - primavera/verão e outono/inverno - que muda todos os anos, a moda matrimonial é mais duradoura e não varia com essa freqüência", afirma a assessora de noivas e noivos, Élide Elzel.

A assessora ressalta que o inverno no Brasil não é tão rigoroso a ponto de interferir na escolha do modelo. Além disso, segundo Élide, a mulher brasileira tem consciência do corpo lindo que tem e não quer escondê-lo. "Assim, continuaremos a ver tomara que caia", afirma. Esse modelo não está sozinho na preferência das noivas. Outros cortes conquistaram seu lugar ao sol. "Cavas americanas, frentes únicas e modelos mais fechados, como o da princesa Kate fazem parte deste reinado", completa.

A assessora aponta que o modelo escolhido pela ex-plebeia, Kate Middleton, é atemporal e de modelagem perfeita. "Elegantíssimo e adequado ao tipo físico da princesa, pompa do evento, horário etc. Para o conjunto ser mais perfeito, só se fosse usado com cabelos presos, sem muita rigidez e com véu mais farto", afirma Élide.

Para quem está escolhendo o modelo, a assessora indica muitas rendas leves, formando transparência. Saias volumosas com repuxos, saias sereias ou semissereias e saias fluidas, caindo molemente. Estão em alta, brilho discreto, valorização do corte e modelagem impecáveis, sempre. Sobre como aplicar renda a assessoria explica: "A renda, quase sempre fininha e com bastante fundo, pode formar a saia ou a blusa ou ser aplicada sobre outro tecido como gazar, cetim e tafetá". Saia rodada está liberada, mas sem frizz! Prefira as que ganham volume a partir do quadril.

Élide tem uma dica para quem tem pouca estatura e está em falta com a dieta: "Use uma base tomara-que-caia, sem corte na cintura, com saia abrindo levemente até a barra, em linha "A", em cetim sem brilho. Escolha para acompanhar um bolerinho de renda leve e transparente de mangas longas. É uma opção".


Já quem tem corpinho de top moldel pode usar quase tudo. Assim é mais prático citar o que se deve evitar. "Se forem muito magras e com poucas curvas, melhor evitar saia de corte sereia e decotes em ‘v’ acentuado", pontua a assessora.

Por Bianca de Souza (MBPress)

Comente