Vestidos de noiva das novelas inspiram noivas reais

Vestidos da ficção inspiram noivas reais

Silvia (Caminho das Indias). Foto: Márcio de Souza/Divulgação TV Globo

Não são apenas as revistas que ajudam a futura noiva e definir o modelo do vestido que vai usar no grande dia. Os vestidos usados na ficção ajudam a fomentar tendências e os sonhos de muitas mulheres.

Para provar isso, o Vila Mulher procurou a estilista Patrícia Granha Borgeaiseau, dona do Ateliê Jardim Secreto, para comentar alguns modelos que marcaram o final feliz de algumas personagens da telinha. Confira:

Debora Bloch (Silvia), em Caminho das Índias

O vestido modelo um ombro só, em seda, é ideal para mulheres maduras, independentes e com personalidade forte. "Este modelo combina com um evento de dia ou um casamento no civil. Como a saia não tem muito volume, é preciso estar com a silhueta em ordem", lembra Patrícia.

Fernanda Machado (Laís), em Caras e Bocas.

A estilista explica que o modelo de um ombro só, todo em camadas em mousseline, confere leveza. Mas pondera: "O comprimento do vestido é bem curto e deve ser usado apenas em momentos bem informais e nunca na igreja. Em um evento de dia, na praia, pode ficar interessante". Patrícia declara que a silhueta tem que estar em ordem para apostar neste modelo. "Adoro noivas de vestido curto, mas prefiro um comprimento médio na altura do joelho, fica bem mais elegante para a ocasião".

Juliana Boller (Aninha), em Paraíso

Para a estilista, o vestido todo em renda é perfeito para noivas românticas em um casamento no campo, no final de tarde. "A cintura marcada é muito feminino e atual, além de alongar a silhueta. O decote em ‘v’, um dos meus preferidos, fica bom para a maioria das pessoas".

Camila Pitanga (Rose), em Cama de Gato


A personagem usa um vestido tomara que caia em tafetá com drapeado no busto. Este modelo poderia ser usado perfeitamente por noivas mais tradicionais em um casamento de dia ou de noite na cidade. "Particularmente, eu acho tomara que caia um decote bem sem graça, mas nesse caso o trabalho do drapeado deu um volume no busto ideal para quem tem uma silhueta mais seca como a da atriz", opina Patrícia. "O único cuidado é com a linha do quadril para não dar um volume indesejado".

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente