Toda a fama da Reserva

Toda a fama da Reserva

Felipe Andreoli. Foto/Arquivo MBPress

Com certeza o desfile da marca Reserva veio para "causar". A começar pela abertura do show que teve a ilustre presença de Felipe Andreoli - surgido de uma nuvem de fumaça branca - fazendo uma crítica bem humorada à fama e a todos aqueles que querem conquistar os 15 minutinhos na frente dos holofotes.

No texto de autoria do próprio comediante apareceram nomes como Geisy Arruda, os brothers e sisters do "Big Brother Brasil" e o maravilhoso Jesus Luz. O evento remeteu a ideia do estrelato, inclusive levando todos a acreditar que pudessem ser celebridades. Como disse o próprio Felipe: "Você é uma celebridade, pelo menos por enquanto".

A inspiração para todo o desfile foi os "homens-produto", deixando bem claro que por quinze minutos de fama, vale tudo. Aliás, cada modelo tinha a sua própria etiqueta, nos dando a impressão de que o homem pode ser vendido, a qualquer custo.

O desfile foi recheado de roupas confortáveis, dentre elas o básico jeans skinny- que recebeu um trato super descolado, com novas cores como o roxo e o verde bandeira, contrastando com o preto, o café e o cinza chumbo - e jaquetas, além dos diferentes looks compostos por bermudas super justas e leggins.

[galeria]

Atenção especial aos metalassês aplicados ao tricot e ao couro, como se os modelos estivessem embalados para presente.


A atenção foi toda voltada para o exército de homens todos exatamente iguais, com gel no cabelo e óculos. Além disso, todos eles tinham algo que pudesse ser refletido pelos flashes dos fotógrafos: eram cores brilhantes como o prata, texturas e camisas espelhadas e um inusitado espelho pendurado ao lado esquerdo do paletó, tudo em alusão ao melhor amigo do homem-produto, o espelho. O desfile inteiro foi embalado por músicas referentes à fama como a "15 minutos de fama" e a versão de "A Thousand Miles", da novata Sthefany.

Por Tissiane Vicentin (MBPress)

Comente