Tendências para o Verão 2012

Tendências para o Verão 2012

Look Festa na Floresta. Foto: divulgação/ Senac

A 37ª edição do Senac Moda Informação rolou no Palácio das Convenções do Anhembi e já adiantou o que será tendência na moda verão 2012. O destaque é para a promessa de muita cor!

Os tons nude, preto, cinza, off white e terrosos, vindos da sóbria cartela do inverno, continuam, mas ganham a companhia de uma explosão de cores: coral, papoula, fúcsia, caribe, gérbera e abóbora prometem dar o ar da graça em todas as coleções.

Foram apresentados quatro temas que engoblam todas as tendências para os dias de calor do ano que vem. Eles ganharam os nomes de Festa na Floresta, Explosão 70, Jardim das Delícias e Mínimo Divisor Comum. Veja a seguir as principais tendências de cada tema:

Festa na Floresta - cores bem fortes são a marca desse tema. Listras horizontais são usadas e abusadas. Na moda jovem, o navy marca presença com aplicações diferenciadas e silks tropicais. As peças chaves são os vestidos longos, saia no joelho ou midi (forte tendência que vai ficar por um bom tempo), batas, saias plissadas e floridas, calças mais justas e encurtadas. O decote, quando não for transpassado, aparece em V. Para as mais jovens, muitos shorts coloridos e vestidos náuticos. A calça harém (estilo odalisca) é uma verdadeira febre na Espanha e deve também fazer sucesso.

Explosão 70 - Como o nome sugere a inspiração é nos anos 70. Yves Saint Laurent é o ícone desta tendência. Laços funcionais, na cintura ou no pescoço, rendas sensuais, decotes enormes e amarração no pescoço marcam o tema. Fendas se destacam assim como a manga bufante e os detalhes e acessórios em couro. Os drapeados e evasês aparecem mais na moda jovem. As apostas certas nessa linha serão macacões, calças secas e retas, cenoura ou flare, com cintura baixa e boca bem larga, vestidos ajustados no top com amplitude de saia. Coletes, kaftans, vestidos com cauda ou de uma manga só, shorts de couro, saias midi-bailarina (vide filme O Cisne Negro), assim como as plissadas e longas. Os macaquinhos curtos deverão ser uma preferência no mercado brasileiro.

Jardim das Delícias - Muitas cores suave. As pequenas flores garantem a delicadeza das peças, assim como os babados, lisos ou plissados, e as franjinhas. O tule ganha muito espaço e o vichy é uma das marcas do tema. A renda da temporada é a paraíba, feita de algodão. Os bolsos serão importantes em todas as construções e coletes estarão presentes em todas as coleções. O fecho lingerie é uma novidade que veio para ficar. Saias e vestidos rodados mais curtos, macaquinhos, vestidos de patchwork, ciganinhas, camisetes com estampas fofinhas - como bichinhos, bicicletas, pin-ups e silks com cheirinho - serão os pontos fortes da moda jovem.

Mínimo Divisor Comum - O minimalismo, que surge em contrapartida a toda a estamparia e explosão de cores dos temas anteriores, está aqui. O forte desta tendência são os shapes diferenciados, as modelagens e os efeitos de sobreposição. Assimetrias, drapeados sutis, modelagem evasê e peças amplas e soltas serão vistas nas coleções. Calças presas nos tornozelos, leggings, bermudas sequinhas, tops, são alguns dos destaques. A calça obi (inspiração japonesa) promete ser sucesso, ao lado da já conhecida saruel e da clochard.

Vale lembrar que cada um deles possui características bem marcantes, mas há a possibilidade de compor looks mesclando esses elementos, já que algumas das bases estão presentes em todos eles.

Acessórios

Quando o assunto são os acessórios, o destaque é todo dos materiais. Pérolas, madrepérolas, fios, cordas, bambu, cortiça, estampas líberty, poás, frutas delicadas, metais dourados, bordados, rendas e laises fazem parte do tema Jardim das Delícias. Já o Festa da Floresta é marcado por estampas tropicais, de animais, listras, bordados, aplicações, tecidos, couros, lonas, metais envelhecidos, paetês e resinas.

O tema mais explorado neste segmento é o Explosão 70, com acessórios influenciados pelo movimento hippie, usando elementos com aparência artesanal e ares de patchwork. Crochê, macramê, tressê e pespontos estão presentes em todos os acessórios. Franjas misturadas a miçangas e contas também se destacam nas criações.


Linhas puras, limpas, estruturadas, arquitetônicas e plenas de design marcam o tema Mínimo Divisor Comum. Inspirado nos anos 90, os acessórios são limpos e sem detalhes, predominantemente nas cores branco, bege, cru, cinza e preto.

Por Larissa Alvarez

Comente