Santa moda

Santa moda

Foto Divulgação/ Complexo B

Das igrejas para o mundo fashion. A santa mania ficou ainda mais em alta nos shoppings e camelôs depois que o personagem Bernardinho (novela Duas Caras) começou a exibir seus vários modelitos com camisetas de santos, enfeitadas com pequenos vidrilhos, canutilhos e bordados.

Não é muito difícil encontrar alguém com uma camiseta ou pulseira cuja Nossa Senhora ou Jesus Cristo estejam impressos. Bolsas e sapatos cobertos de medalhas, crucifixos e estampas religiosas também fazem sucesso nas ruas.

Até pouco tempo muita gente andava com amuletos escondidos sob camisetas, dentro das bolsas, ou mesmo nem sabia o que era um escapulário, cordão que ganhou novos santos, como Santo Antônio, Nossa Senhora da Medalha Milagrosa e o famoso São Jorge.

O santo guerreiro já virou um ícone entre aqueles com um estilo mais descolado. Faz sucesso em todo o Brasil e principalmente nas ruas cariocas, aliás, seu dia (23 de abril) foi até decretado como feriado em todo o estado do Rio de Janeiro.

O cavaleiro serviu de inspiração para o estilista Beto Neves, que lançou uma coleção cheia de camisetas criativas. “São peças lúdicas e bem-humoradas para fugir do básico, elas também agradam devotos ou pessoas querem a proteção do santo”, afirma.

A marca do estilista, Complexo B, possui um logotipo próprio do santo estampado em bolsas e camisetas. Em algumas peças, o logo pequeno é bordado no canto direito - uma alusão às camisetas da marca Ralph Laurent. Há também desenhos grandes do rosto do santo e até histórias em quadrinhos. “Já estamos fazendo camisetas infantis para meninos e meninas, filhos dos nossos clientes”, adianta Neves.

As roupas são vendidas nas lojas de Salvador e do Rio de Janeiro, ou mesmo em várias multimarcas espalhadas pelo País. No site da Complexo B, você ainda encontra peças das coleções anteriores com imagens de Nossa Senhora da Conceição, do Cálice Sagrado, Cosme e Damião e até relacionadas ao candomblé (Oxum, Búzios e Oxalá).

Por Juliana Lopes

Comente