Salto Wedge - reinvenção da Anabela volta com tudo

Salto Wedge  reinvenção da Anabela

Uza. Foto/Divulgação

Os sapatos wedge começaram a ficar famosos depois de terem aparecido em alguns desfiles notáveis de inverno do Fashion Rio e da São Paulo Fashion Week. Marcas nacionais como Colcci, Triton e New Order já apresentaram seus modelos, que são uma espécie de reinvenção das já conhecidas anabelas - sapatos, cujo salto é tão largo quanto a base.

Chamados de wedge, eles já estavam sendo usados pelas européias e, uma vez no Brasil, prometem ser um sucesso na próxima temporada, sobretudo por causa de uma característica: a versatilidade. Eles podem ser encontrados fechados, abertos, com aplicações de tachas, animal print, estampas, amarrações, em versões abotinadas, entre outros.

Criado entre 1930 e 1940, o sapato leva esse nome por causa do formato do salto, que se parece com uma cunha, cuja tradução para o inglês é "wedge". Apesar de ser muito alto, ele se configura como uma anabela estendida e por ter um salto bem distribuído acaba se tornando muito confortável.


Pelo fato de ser um modelo despojado, recomenda-se que ele seja usado com peças mais sofisticadas. Mas isso não impede que um look informal - e até verão - seja criado com os sapatos wedge. Já se produção for feita no inverno, o modelo pode ser usado com meia-calça e até meia três quartos, mesmo quando o modelo for aberto. Mas se você é daquelas que tem medo de ousar, opte por um vestido ou saia no comprimento midi para não errar.

Giulia Lanzuolo (MBPress)

Comente