Quadril marcado

Essa pode ter sido a temporada das ombreiras, mangas bufantes e volumes variados chamando a atenção para os ombros, mas algumas marcas mostraram que não são só os ombros que são importantes.

Simone Nunes, por exemplo, teve como uma de suas inspirações a patinação artística. Sendo assim, trabalhou ombros alongados e quadril marcado - por recortes, franjas e estruturas.

A Forum Tufi Duek também se uniu a outras marcas que trouxeram o combo cinturinha marcada + quadril avantajado em alguns looks.

A importância dessa contra-proposta é indiscutível. É interessante porque, enquanto a volta das tendências é decretada, a moda não deixa para traz a forte característica que assumiu nos últimos tempos: democracia.

Tudo bem levarmos em conta que o biótipo comum da mulher brasileira é do quadril avantajado, por isso os volumes nos ombros são bem-vindos para agregar harmonia - transferir o foco do quadril para os ombros fará com que o quadril pareça menor. Mas nem todos são iguais e por aqui também existem mulheres que possuem a parte de cima mais pesada, o que faz com que opções com volume na região do quadril sejam necessárias para camuflar a região mais larga.


Biótipos a parte, o balanço das proporções na hora de compor um look é fundamental, mas isso não vale apenas para as partes do corpo. O tipo de peças também conta: não vá usar ombro e quadril marcados ao mesmo tempo! Quando, na 'vida real', o exagero das passarelas é descartado, a cautela entra em cena para que a imagem não fique "over".

Érica Minchin trabalha com pesquisa, criação e desenvolvimento de produtos em moda e ministra cursos e palestras sobre imagem e tendências. Ela ensina que aparência é a ferramenta de comunicação não-verbal mais poderosa e estimula explorar as melhores maneiras de fazer uso dela. Contato: contato@ericaminchin.com

Comente