Por trás do glamour

Por trás do glamour

Jeniffer Ferreira Santos. Foto: Sabrina Passos.

Jeniffer Ferreira Santos, de 22 anos, acorda todo dia as 4h30 da manhã, para estar antes das 7h no pavilhão da Bienal. Nos sete dias da SPFW, ela faz uma renda extra, trabalhado na limpeza das duas salas de imprensa do local.

“Desfilando” na SPFW pela terceira vez, Jeniffer gosta do trabalho, mas reconhece que tudo ali faz parte de um mundo que não é o seu. “É tudo muito legal, muito bonito. Mas muito diferente da minha realidade”, disse.

Além desse bico, Jeniffer é cobradora (reserva) de lotação, em São Paulo, e trabalha em casa de família. “Como nada é fixo, preciso sempre dar um jeito de me virar. Na semana da Fashion Week, trabalho só aqui mesmo, porque fico o dia todo”.

No primeiro dia do evento, ela já estava no caminho de casa, toda maquiada, quando a produção ligou e Jeniffer voltou ao trabalho, sem reclamar. “A vida da gente não é dura sabe. A gente é que muito mole. E eu faço o que posso e não perco uma oportunidade. Quando me ligaram, voltei mesmo”. Para ela, trabalhar na SPFW é uma oportunidade de verdade. “Só aqui na sala de imprensa já arrumei mais três casas para limpar”, contou feliz da vida.

Tanto esforço tem uma explicação. Melhor, duas. Jeniffer sustenta sozinha as duas filhas, uma de sete anos e outra de um ano e cinco meses. Ela foi mãe aos 15 anos, é solteira e mora só com as meninas, no bairro Cidade Tiradentes, no extremo Leste da cidade de São Paulo. “Para eu vir trabalhar, pago minha irmã para ficar com elas”.


Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente