O que aproveitar dos primeiros desfiles

O eterno estilo anos 80

Desfile Animale Foto/Reprodução FFW

Embora a maior "novidade" do primeiro dia de SPFW tenha sido o resgate dos cabelos cacheados, a semana começou com inspirações bem interessantes para quem gosta de se renovar a cada semestre.

A Animale abriu a semana com uma coleção bem correta. Parece que a marca finalmente encontrou o ponto perfeito entre conceito x comércio, contrapondo suas peças fortes com um ar sensual na medida e levemente sportswear. Inclusive, vale ressaltar o sucesso da marca ao fugir da obviedade das estampas animais que seu tema (África) sugeria - inspiração para quem não vive sem esse tipo de estampas, mas gostaria de usá-las de uma forma mais fresca.

Aliás, parece que a década de 80 - que muitos dizem que gostariam de esquecer - está prestes a se tornar um clássico. A cada ano estilistas alternam entre releituras de períodos passados, mas há algumas temporadas os anos 80 seguem tão firmes quanto o paetê e a animal print. Começou com o ombro marcado e a jaqueta "a la Michael Jackson", evoluiu para o color blocking, para a saia mullet e várias outras lembranças, até conquistar seu lugar...

O eterno estilo anos 80

Desfile Alexandre Herchcovitch Foto/Reprodução FFW

Alexandre Herchcovitch elegeu o ídolo da época, Boy George, como inspiração para a sua coleção que, obviamente, veio repleta de quadriculados, shapes largos, ombros fortes e, claro cores marcantes - estas que apareceram também na coleção da Triton (cujas estampas e desconstruções são um capítulo à parte) e pontuando alguns looks de Eduardo Pombal para a Tufi Duek. Ou seja: para quem gosta da época, a dica agora é investir mais em cores bem vivas, como o rosa e o amarelo quase neon e modelagens amplas, mas com linhas suavizadas.

O eterno estilo anos 80

Desfile FH Foto/Reprodução FFW


Apesar da coleção da FH ser mais voltada para a moda festa e também de ser melhor absorvida ao vivo (porque Fause sempre leva o conceito de "fashion SHOW"a outro nível, daí porque a qualidade de suas construções não se traduz em fotos), também podemos levar algumas inspirações para uso cotidiano. A mistura de cores, as construções em fitas e o truque de styling de usar brilho sob a renda são bons exemplos.

Érica Minchin trabalha com pesquisa, criação e desenvolvimento de produtos em moda e ministra cursos e palestras sobre imagem e tendências. Ela ensina que aparência é a ferramenta de comunicação não-verbal mais poderosa e estimula explorar as melhores maneiras de fazer uso dela. Contato: contato@ericaminchin.com

Comente