O papel do styling nos desfiles de moda

O papel do styling nos desfiles de moda

No Fashion Rio, um dos desfiles que se destacou foi o da Reserva, pois foi contada uma história na passarela, misturando modelos com pessoas normais vestidas com as peças da marca.

A cada edição do Fashion Rio ou do São Paulo Fashion Week especialistas do segmento e curiosos não desgrudam os olhos das passarelas, ansiosos para saber como o profissional de styling vai levar para a passarela as apostas que a grife desenvolveu para as próximas temporadas.

Para quem não sabe, o profissional de styling é um intérprete da moda. Conforme explica a professora de personal stylist da Escola Sigbol Fashion, Andrea Muniz, num desfile, a função dessa pessoa é fazer com que o look de moda seja facilmente compreendido. "Cada stylist interpreta a vestimenta do estilista e propõe esse mesmo look de acordo com a sua visão. Ele maximiza as ideias da coleção."

O stylist é responsável pela construção e conceito da imagem num desfile. Cuida da imagem geral do look, desde definir o casting e propor a beleza (cabelo e maquiagem), até a atitude que os modelos devem ter na passarela. "Ele deve contar uma história com todos esses elementos e também se responsabilizar pela edição e sequência do desfile - qual look ou quais cores devem entrar primeiro - para que se tenha a harmonia desejada", completa Andrea.

É graças a este profissional que você não se desfaz de todas as suas roupas a cada virada de ano. O stylist entende que a moda é cíclica e procura dar um jeitinho de inovar o jeito de usar aquela peça que você - ou até mesmo sua mãe ou avó - deixou guardada no fundo do baú, achando que nunca mais a usaria. "O styling pode transformar a roupa mais básica em um grande desejo de consumo e alçar um desfile banal à categoria de show espetacular", garante a professora da Sigbol.

Para que isso aconteça, o profissional precisa conhecer bem o cliente, no caso o estilista, e trabalhar em cima das ideias e da proposta oferecida. Ele também tem a opção de fazer pesquisas dentro do conceito da coleção e do tema proposto.


Durante o Fashion Rio Verão 2013 Andrea, que já é do ramo, olhou com detalhes a performance dos profissionais de styling e revelou para nós seu veredicto. "O desfile que eu mais gostei foi o da Reserva. Foi contada uma história na passarela misturando modelos com pessoas normais vestidas com as peças da marca". E se lembrou de outro desfile: "A Coca Cola Clothing propôs vários looks usando jeans com jeans na mesma lavagem e conjuntinhos, como não se usava há muito tempo."

E o que será que os stylists das grifes do São Paulo Fashion Week Verão 2013 vão mostrar nas passarelas? Andréa opina: "Deve haver a volta dos conjuntinhos e de looks monocromáticos (fugindo do color block)".

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente