O gran finale de André Lima

O gran finale de André Lima

Arquivo MBPress

Na passarela do último desfile da SPFW verão 2010, André Lima tratou de levar vedetes ao clima quente. Encurtou os vestidos, encheu tudo de um bom babado e abusou de estampas que devem ser a cara mesmo da estação mais quente do ano.

Nos desenhos vistos nas peças, muito grafismo, assimetria, drapeado, volume, além de estampas orgânicas. Com tanta coisa, a cabeça se confunde um pouco e não sabe se a intenção ali era evidenciar a exuberância dos trópicos ou as etnias diversificadas do mundo. Talvez fosse tudo junto, ao mesmo.

E o resultado foram listras se cruzando com pássaros. Maiôs e vestidos de pontas. Girafas elegantes virando estampa em modelos de festa. O ponto alto de André foi incluir pluralidade num ambiente que, às vezes, é tão singular, como é o mundo da moda.

Seda e tafetá se divertiram com musselines e tules, inventando caudas e laços. Nas cores, além do preto e branco clássicos, mais turquesa, berinjela, pacífico e verde. Destaque para as sandálias, a vermelha em especial!

O que André fez com sua gigante coleção foi brincar no grande teatro desse universo. Fez o vestido curto ficar longo, ajustou o mega volume no corpo, inventou um maiô comprido ou um tubinho curto, você que escolhe! O que ele fez, mesmo, foi seduzir pela diferença, deixar o sexy elegante. Ponto para ele.


Fica a sensação de que os últimos foram os primeiros. Ser a grife que encerra um evento como a SPFW deixa, pelo menos, o sentimento de despedida amarrado às criações. Quer mais? Agora só ano que vem!

Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente

Assuntos relacionados: andré lima spfw 2009