O grafismo tribal de Tufi Duek

O grafismo tribal de Tufi Duek

Foto: arquivo MBPress

O desfile de verão 2012 de Tufi Duek encheu de cores e formas o catwalk do primeiro dia de São Paulo Fashion Week. O estilista Eduardo Pombal privilegiou as fibras naturais e se inspirou na arte indígena, seguindo a mesma linha que a marca vem imprimindo em seus looks.

São vestidos curtos, tops e calças ajustados ao corpo, combinados a braceletes foscos pretos que lembram tatuagens e compõem a mulher brasileira, forte e ao mesmo tempo feminina. As cores foram privilegiadas e iluminaram a passarela em três tons principais: laranja, preto e limone. Esses tons aparecem nos tecidos e nas miçangas que adornam as peças.

As calças aparecem com amarrações, listras e cores que ressaltam o desenho esbelto dos corpos, assim como as costas nuas nos vestidos, com tramas que dão um toque de trabalho manual. Houve espaço até para babados em saias que trouxeram à tona a natureza delicada da mulher. Destaque especial para as polainas fashions em forma de teia usadas sobre as sandálias.

Por Giseli Miliozi

Comente