O decote do verão

O decote do verão

Desfile Osklen. Arquivo MB Press

Aquela sensualidade óbvia está com seus dias contados. Nada de deixar seios quase à mostra, sob tops abertíssimos!

O decote do verão, definitivamente, será nas costas. Seja por causa de recortes vazados, como, por exemplo, nos desfiles da Huis Clos, Iódice e Reinaldo Lourenço (o menos comportado dos citados, é verdade, mas ainda nada óbvio), ou porque a peça é frente única.

Mas não pense que por frente única me refiro àqueles tops mais decotados na frente com uma tirinha para amarrar, abotoar ou simplesmente passar atrás do pescoço. A frente única do verão 2012 é outra. Ela engana a primeira vista. Parece uma blusa sem mangas comum, que inclusive pode possuir uma espécie de pala nos ombros mas, quando a mulher se vira, um decote revelador e sensual desnuda as costas. A Osklen jogou com esse modelo praticamente o desfile inteiro.

Além do frescor, a vantagem do modelo é que, por geralmente serem contrastados com frentes bem comportadas, vão ao ambiente profissional cobertos por um casaquinho que sai de cena quando o expediente acaba. Um truque ótimo para dias em que não há tempo de passar em casa para trocar de roupa mas se quer mudar a cara de "look de trabalho" antes de seguir para ambientes mais descontraídos.

Mas, como tudo na vida, esta proposta também requer um pouco de atenção. Cuidado com o tamanho e localização do recorte - os em formatos de triângulos invertidos e diamantes são os mais democráticos - já que pode acabar revelando aquelas dobrinhas indesejáveis. Mais do que nunca, olhar-se de costas no espelho antes de sair é essencial!


Érica Minchin trabalha com pesquisa, criação e desenvolvimento de produtos em moda e ministra cursos e palestras sobre imagem e tendências. Ela ensina que aparência é a ferramenta de comunicação não-verbal mais poderosa e estimula explorar as melhores maneiras de fazer uso dela. Contato: contato@ericaminchin.com

Comente