O début de Paula Raia, em casa

O début de Paula Raia em casa

Desfile Paula Raia. Arquivo MBPress

Pela primeira vez na SPFW, desde o rompimento com a sócia Fernanda de Goeye, com quem manteve a sociedade da grife Raia de Goeye por dez anos, Paula Raia apresentou sua marca ao público. A estilista abriu as portas de sua casa, nesta quinta-feira (16), para exibir a sua primeira coleção para o verão 2012.

Transparência, pintura marcada e ausência de definição de gêneros foram as principais características da linha da estilista, que começou seus desenhos em janeiro deste ano, a fim de ter um resultado com a fluidez perfeita, característica encontrada em todos os seus desenhos. Em todas as peças da grife, o desfile também evidenciou a presença de tons bem fortes, como o laranja, misturados a outros mais opacos.

Paula Raia se inspirou no hip-hop e no street, estilos que também foram a base de diversos outros estilistas nesta edição da SPFW. Pouco antes do desfile, a apresentação de um grupo de dança introduziu o tema da coleção.

As modelos apresentaram vestidos, calças com tecidos finos e soltinhos e muitas saias longas, além dos lenços presos às peças. As correntes foram apostas claras da estilista para evidenciar o estilo hip-hop. Os babados e os cortes nas costas e laterais também foram muito explorados.

A maioria das peças segue um mesmo padrão de costura e pode ser usada tanto por ambos os sexos. Paula fez isso propositalmente para que homens possam usá-las, dando um toque feminino ao look, e as mulheres passem a ousar sem perder a delicadeza.


Um salto em preto e branco, básico, foi usado por todas as modelos. As tranças enraizadas, também tradicional entre os praticantes da dança de rua, foram as escolhidas para compor o penteado e dar um toque especial ao desfile.

Por Carolina Pain (MBPress)

Comente