No backstage da Casa de Criadores

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Desfile Urassai

Desfile Urassai/Foto Juliana Lopes

Antes de começarem os desfiles, os convidados observaram mostras de algumas peças dos alunos do Senac e também a intervenção dentro da Caixa Preta, de Ivã Ribeiro. O estilista que já participou de outras edições criou um cenário especial para recriar cenas do filme de Maria Antonieta, com a atriz Kirsten Dunst, em que ela participa de várias festas com as amigas, regadas a muitos doces e champanhe.

Chamada de "O Toucador de Marie", a coleção traz uma releitura dos vestidos da época para a mulher de hoje, com uma pitada de glam rock e rococcó. “Desta coleção destaco o vestido de ombro a ombro rosa, uma tendência para a próxima estação”, conta.

Casa de Criadores

Interferência "O Toucador de Marie"/ Foto Juliana Lopes

Ao lado, Erika fazia a sua rodada de entrevista para a TV Criadores. Uma delas foi com Julia Petit, modelo e produtora musical, que contou para nós com foi o bate-papo. “Acho super bonito essa naturalidade dos estilistas, eles ainda não trabalham com as super marcas, que precisam seguir certas imposições, não que isso seja ruim. Estou ansiosa para conferir o desfile do Walério Araújo, que faz coisas alternativas e tem um trabalho mais artesanal, adoro os desenhos dele”, disse.

Antes de começar o desfile, Catarina Gushiken, da Urassai, ressaltou a malharia e os tecidos planos da sua coleção. Já Karin elegeu a cidade de São Paulo por se tratar da realidade onde vive: “fica mais fácil de fazer associações e criar”, diz.

BackstageCasa de Criadores

Milena Hamaní, Ianire Soraluze e Karin Feller. Fotos/Juliana Lopes

Também no time das estilistas, Milena estava super ansiosa e feliz com a estreia da coleção que ira ser lançada na França, isso explica o desfile cheio de referências a Art Decó “preferi desconstruir o maiô original, com as cinturas mais baixas”. Ianire explicou detalhadamente como a fragilidade natureza estava representada nas roupas. “O vestido cheio de recortes, por exemplo, representa a árvore descascando, com a intenção de observá-la por dentro também”.

Casa de Criadores

Vestidos (Rodrigo Rosner e Ianire Soraluze).Fotos/Juliana Lopes

Rodrigo Rosner se inspirou nas filhas da Rainha Vitória. “Vestidos com muito tule e um toque clássico do punk inglês. Acho que o fundamental é ter ousadia e uma roupa bem feita, isso nunca sai de moda”. Gustavo Silvestre lembrou os caleidoscópios com cores em “tons do pôr-do-sol”: preto, vermelho, coral, púrpura até chegar ao amarelo.


E Mário Francisco preferiu não seguir tendências, trouxe desenhos nas camisetas que lembravam as grades de proteção.

Por Juliana Lopes

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente