Muito além da calça jeans

Muito além da calça jeans

Faz um bom tempo que eu ando enjoada de calças jeans. Sim, destas peças universais que nos salvam nos momentos mais corridos ou preguiçosos da vida. O problema é que elas também minam a nossa criatividade. A primeira coisa que pensamos quando compramos uma blusa, da mais básica a mais "diferentinha", é: "só combinar com uma calça jeans e pronto". Além disso, por serem uma escolha segura, acabam fazendo com que mesmo as peças mais incríveis destaquem-se menos do que deveriam.

Antes de continuar gostaria de ressaltar que não existe fórmula certa para o look perfeito. A perfeição, neste caso, está muito mais relacionada à personalidade e individualidade de quem veste, à capacidade de traduzir quem é e a que veio.

Mas, ao analisar os looks (atuais ou antigos), uma coisa me toma toda a atenção: quando o bom e velho jeans é substituído (ou transferido para outra peça, como uma camisa ou um casaco), o resultado fica muito mais interessante. Aquele ar de "comum" (para não dizer "uniformizado") desaparece. As peças podem ser as mais simples, mas só esse detalhe deixa o resultado mais bacana.

Um estímulo para novas idéias é a volta do inverno. Com ele, as possibilidades de cuidar mais da imagem aumentam (casacos, lenços, sobreposições e botas divinas retornam aos armários), mas o ato automático de recorrer às calças jeans também.

O verão, aliás, ainda nem foi embora, mas as temperaturas deste Carnaval em São Paulo trouxeram uma prévia do que nos espera novamente: o já cansado conjuntinho de calça jeans + bota + blusa de frio.

Eu sei que essa é uma escolha confortável e que quando esfria fica mais difícil sair da cama, portanto queremos prolongar todo o tempo que pudermos sob as cobertas, o que reduz o tempo de se arrumar de forma mais elaborada... Mas é uma questão de costume. Se reeducarmos os nossos cérebros, ampliaremos os nossos raciocínios na hora de escolher as peças. Como resultado, ganharemos mais agilidade na hora de escolher, mais "cinco minutinhos" na cama macia e ainda sairemos por aí bem mais estilosas.

Claro que, na hora das compras, manter-se longe das araras de calças jeans ajuda a descobrir muitas surpresas que as outras araras reservam, mas exercitar o olhar no próprio armário antes é fundamental.

Trocar a sua five pockets por uma calça de sarja neutra ou colorida, ou de qualquer tecido bacana - o modelo pode ser cenoura, skinny, pantalona e ter (ou não) acabamentos de alfaiataria - é um bom começo.

Desenterrar aquela saia que você comprou e quase não usa (justamente porque sempre pensa na calça jeans primeiro) e combiná-la com uma meia-calça colorida, estampada, diferente, ou mesmo as mais básicas, é outra opção.


E por falar em saia ... neste inverno teremos uma invasão de saias longas para todos os gostos que, além de tudo, são quentinhas e fáceis de combinar. Para começar essa reeducação, proponho aqui um desafio: que tal escondermos nossas calças jeans por uma semana e descobrirmos o que podemos fazer com o resto de nossos armários?

Érica Minchin trabalha com pesquisa, criação e desenvolvimento de produtos em moda e ministra cursos e palestras sobre imagem e tendências. Ela ensina que aparência é a ferramenta de comunicação não-verbal mais poderosa e estimula explorar as melhores maneiras de fazer uso dela. Contato: contato@ericaminchin.com

Comente

Assuntos relacionados: moda fashion moda inverno calça jeans calça