Momentos Fashion Business

Momentos Fashion Business

Foto Divulgação

Confira aqui no Vila Mulher, alguns desfiles da passarela técnica do Fashion Business:

Equatore - o charme carioca

No balanço da voz da cantora Tatih Köhler, a grife carioca Equatore mostrou sua moda com a cara do verão do Rio de Janeiro. A comerciante carioca Deborah Pereira, proprietária da loja As Meninas, aprovou as criações. Ela é freqüentadora assídua da bolsa de negócios, onde se inspira para a criação de suas peças. “A mistura de flores e borboletas ficou uma gracinha”, contou.

O clima explorado foi o dos anos 70: babados, vestidos e batas brancas de finos tecidos de algodão bordados remetiam à estação mais quente do ano. O jeans — uma das marcas registradas da Equatore — fez uma única aparição, numa pantalona bem larga, boca de sino e lavada.

Cholet - romantismo na passarela

A grife cearense Cholet apostou nos babados, laços, flores, fitas de gorgorão, listras, tecidos planos e sedas, em cores do amarelo ao off white. Com o tema Riviera Lady, a estilista Denise Roque Pires se inspirou na mulher chique, que passa as férias na Riviera Francesa.

Cinza e o bege também predominaram, com muita transparência em tecidos leves. A Cholet abusou ainda das calças de cintura alta e pantalonas. Para a comerciante mineira Tânia Horta, debutando no Fashion Business, o desfile serviu como uma rica fonte de inspiração. “Faço uma pesquisa para me decidir se compro ou crio minhas peças. Ainda não tomei minha decisão, mas gostei dos detalhes do desfile, como as saias justas de pano trabalhado com cinto do mesmo tecido”, descreve a proprietária da loja em Belo Horizonte.

Vivaz - a força da seda

Pelo sexto ano consecutivo no Fashion Business e pela segunda estação nos desfiles técnicos, a mineira Vivaz elegeu a seda - em várias versões - para a coleção inspirada nas princesas de Mônaco. Como se vê na foto, a moda festa da Vivaz é sexy e investe em longos e alguns modelos amplos.

Segundo as estilistas Beth e Camila Faria, os desfiles técnicos “ajudam a ampliar as vendas do estande na feira de negócios depois que os clientes vêm o caimento das peças no corpo das modelos.” Para elas, as princesas do século 21 são elegantes no modo de ser e vestir e modernas na atitude.

Por Karina Conde

Comente