Moda Ruminante

Ruminante

Foto - Divulgação

Inventar moda é uma delícia, principalmente para quem sabe. E o pessoal da gaúcha Ruminante sabe bem. Apesar de por lá as funções hierárquicas serem reflexo da moda despojada que constrói, o publicitário Vinicius Dambros assina como diretor criativo da marca. Na verdade, ele é diretor de arte, da agência SLM Ogilvy, de Porto Alegre. Mas foi por gostar de moda que, em 2005, se juntou com outras duas mentes criativas, investiu no gosto e criou a Ruminante.

“No vai e vem do mercado os dois saíram do negócio e, até agosto de 2008, toquei a marca sozinho”. Depois, Tiago Russell, da formação original, voltou para sociedade e a marca foi repaginada. “O nome Ruminante endossa nossa maneira de pensar e produzir criativamente nossas coleções: engolimos o que está nas ruas (cultura, arte, moda, comportamento e realidade), ruminamos este material, reengolimos e então devolvemos”, explica Vinicius.

A exclusividade (com muito charme) é o diferencial da Ruminante. As peças não passam de dez cópias por cor e modelo e, desde a coleção do verão passado, as peças possuem etiquetas internas com a quantidade de cópias do modelo por cor. “Algumas de nossas peças não passam de três cópias”, diz.

O mascote da marca é tão intransigente como seus criadores e criaturas. A girafa, elegante, além de esquisita, rumina. “Por isso é a nossa protagonista. Ela representa a vontade de fazer diferente, mas com bom gosto”, explica. A última coleção da marca gaúcha é inspirada no velho oeste americano. Isso porque, como lembra Vinicius, o tema é rico esteticamente e permite muita inspiração e releitura. “De uma maneira geral, o country representa uma tendência a ser explorada na moda, não só na estética, mas também no comportamento. Isso sem contar que o velho oeste era ‘a terra do mal’, lugar ideal para se desenvolver uma girafa malvada”, se diverte. Neste aspecto, o tema deu base não só para a criação da coleção, mas também para a construção do conceito da girafa, fundamental para identificação do público com a marca.

Ruminante

Foto - Divulgação

Inspirados sempre no novo (inclusive do velho oeste), a marca vai atrás de elementos que a representem, levando em conta o que está acontecendo no mundo a seu redor. “Fazemos roupas para serem usadas. Então tem que ser legal, tem que ser confortável, tem que ser bonito”.

A Ruminante não tem loja física. Mas calma, toda essa atitude está na Internet e a marca manda para qualquer canto do país. “Se não serviu, não gostou ou, ocorrer qualquer problema, a gente troca, dá crédito, devolve o dinheiro”, promete o diretor.

Ele conta que o público da girafa se resume a gente bacana, que valoriza cultura, arte, estética, e obviamente, exclusividade. “Em Porto Alegre e São Paulo, você encontra as roupas em algumas lojas, mas nosso foco está no site (www.ruminante.com.br)”. É acessar, e gastar.

Em São Paulo

Regentag

Rua Augusta, 1371 - loja 12

Galeria Ouro Velho

Em Porto Alegre

Regentag

Alberto Torres, 88 - Cidade Baixa

Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente

Assuntos relacionados: moda fashion estilo country roupas exclusivas