Moda e cinema - o poder do figurino!

Moda e cinema  o poder do figurino

divulgação

Quem nunca se apaixonou por alguma roupa vista em um filme e quis comprar uma igualzinha? Pois é! Moda e cinema têm muita história para contar. Além da importância do figurino na composição dos personagens, uma bela roupa em um filme pode marcar época, virar referência e até parar nas vitrines.

O cinema foi o primeiro meio de propagação de modismos que atingiu o mundo. O público inspirado por seus astros e divas favoritas procurava imitá-los. Givenchy ficou mundialmente famoso quando vestiu pela primeira vez Audrey Hepburn em Sabrina (1954), que recebeu o Oscar de melhor figurino para Edith Head, a papisa dos figurinos.

“Moda também sempre foi o espelho dos grandes movimentos da humanidade, assim como das revoluções científicas, sociais, culturais e tecnológicas, sendo o cinema a grande vitrine dessas transformações. No trabalho de pesquisa e na execução de um figurino, estilistas são sempre referência no trabalho de figurinistas, e muitas vezes incorporam suas criações no guarda-roupa de algumas personagens”, afirma o figurinista Ricardo André Bessa.

“Estilista é aquele que dita moda e cria coleções de roupas e acessórios, exercendo forte influência sobre a maneira como as pessoas se vestem. Figurinista é aquele que cria, orienta e acompanha a execução de trajes de cinema, teatro e televisão. Deve possuir conhecimentos de desenho, moda, tendências, história, alfaiataria, tecidos e costura”, continua o especialista.

A pedido do Vila Fashion, Bessa listou alguns filmes que fizeram muito sucesso com seus figurinos:

- Os figurinos de Gilbert Adrian Greenburg para Joan Crawford;

- As criações de Givenchy para Audrey Hepburn em sete filmes, destacando-se o vestido preto de Bonequinha de Luxo;

- Os ternos de Giorgio Armani em "Os Intocáveis";

- Os figurinos de Edith Head em “Janela Indiscreta” e de “Um Lugar ao Sol”;

- Os ternos e sapatos de John Travolta em “Os Embalos de Sábado à Noite”;

- O chapéu de “Indiana Jones”;

- Os figurinos modernos de Patrícia Field em “O Diabo Veste Prada” e em “Sex and the City”;

- Os figurinos de Milena Canorero, mais prestigiada figurinista do momento.

Entre tantos, o figurinista destaca Maria Antonieta, vencedor do Oscar de Melhor Figurino em 2008!

Fonte - MBPress

Comente