Minimalismo fashion – como diminuir os excessos do seu armário!

moda minimalismo

foto: Unfancy

Na busca por viver uma vida mais simples em meio a um mundo cada vez mais consumista, muitas mulheres estão aderindo a um guarda-roupa mais minimalista, ou seja, com uma quantidade suficiente de peças de roupa para levarem uma vida mais prática, sem excessos.

Mas isso acaba sendo um grande desafio pra muita gente. Afinal, como delimitar um número de peças no guarda-roupa? Como saber se são muitas ou poucas? Na verdade não existe um número exato, mas a norte-americana Caroline criou um projeto pra lá de bacana, oferecendo dicas de looks com apenas 37 peças para usar durante toda uma estação. É o blog Unfancy, onde ela ainda disponibiliza downloads dos looks em formado PDF para as leitoras usarem como referência.

A ideia nasceu de um desejo pessoal da blogueira. “Não muito tempo atrás eu olhei ao redor percebi que todas as coisas que eu tinha acumulado precisavam do meu tempo e atenção. Daí  eu descobri que tendo menos no meu armário me fez sentir como se eu tivesse mais. Menos me fez sentir mais bonita, foi melhor para minha conta bancária. Menos me fez ver meu  próprio estilo com mais clareza”, afirma.

Como funciona

moda minimalismo

foto: Unfancy

Então funciona mais ou menos assim: para cada estação ela estipula o número de 37 peças entre roupas e sapatos (o que ela chama de “guarda-roupa cápsula”). Mas se você quiser aderir ao minimalismo fashion, você pode delimitar o seu próprio número de peças. Isso vai variar de acordo com o seu orçamento e com o tamanho do seu guarda-roupa. Definindo esse número, são essas peças que você irá usar por três meses, sem ter que se preocupar com futuras compras.

Vale lembrar que nessa coleção não incluem roupas de ginástica, bolsas, roupas de banho, pijamas, roupas íntimas, bijuterias e roupas de ficar em casa. Para dar certo na hora de escolher as roupas certas, você precisa também considerar três grandes fatores:

Peças básicas e coringas – é preciso escolher entre várias roupas aquelas peças-chave que combinam com tudo: calça jeans, regata branca, jaqueta preta, etc.

Peças confortáveis – antes da beleza você precisa priorizar o conforto. Não abra mão das peças confortáveis que você pode usar em qualquer ocasião e que você já costuma usar com frequência. Peças bonitas mas desconfortáveis provavelmente estão mofando no seu armário já há um bom tempo.

Peças com qualidade – para o projeto minimalista dar certo no seu guarda-roupa, é preciso que as peças escolhidas tenham qualidade, afinal, é a duração da roupa que vai contar no seu custo-benefício. Quanto mais elas durarem, menos você vai ter que se preocupar com novos gastos.


Está difícil se desapegar das roupas? Caroline dá uma dica: as peças que você dispensar após a seleção podem ficar guardadas em outro lugar. Você tirar a desordem do seu armário, mas não se sente sob pressão. Mais tarde, se você sentir muita falta de uma peça, você pode pegar de volta. Do contrário, essa é a prova que você já pode se libertar e doá-las.

Gostou da ideia? Separe um fim de semana para fazer o teste, experimente e divirta-se!

Por Jessica Moraes

Comente

Assuntos relacionados: roupa moda minimalismo