Michèle Neyret traz o meio ponto para a numeração de calçados

Michèle Neyret traz o meio ponto para a numeração

Sapato criado por Michèle Neyret. Foto: divulgação

Mulheres adoram sapatos, é fato. Mas muitas sofrem quando não acham o número certinho daquele par perfeito! É aquela velha história de que "a forma de cada um pode dar diferença". Se você faz parte desse grupo, e sofre quando não consegue levar pra casa o sapato dos sonhos sempre precisa de palmilha ou forma daquele sapateiro camarada, saiba que não está sozinha.

Michèle Neyret é uma renomada assessora de estilo e, como toda mulher, adora sapato. Mas o problema é exatamente encontrar o tamanho certo. Dependendo da marca, ela não é nem 36 e nem 37. E sabe como ela resolveu isso? Criou o meio ponto.

Foi assim que a profissional decidiu revolucionar, trazendo essa "metadinha" do tamanho que estava faltando (ou sobrando). "As pessoas nem sempre tem um pé igual ao outro e, diferentemente das roupas que você pode ajustar, os sapatos não tem essa vantagem. Então, ou você fica com um sapato largo ou com ele apertado", conta. "Sou 36.5 e imaginei que existiriam outras pessoas nas mesmas condições, e existem".

Com a novidade criada por ela, muitas mulheres que Michèle assessorava puderam parar de se preocupar se o sapato iria ficar um pouquinho mais largo ou ia parecer que o pé estava "amassado" dentro do calçado. "Quem necessita deste meio ponto está amando a facilidade de saber que, aqui também tem essa facilidade. Antes estas clientes só compravam fora do Brasil", argumenta Michèle. "Fico feliz em poder oferecer algo que, até onde sei, não existia no mercado nacional", completa.

[galeria]

Mesmo assim, a especialista ressalta que o mercado do meio ponto é bem pequeno e seleto. Por isso, ela acha bem difícil que indústrias de grande porte invistam nesse ramo. "Eu só invisto porque, de qualquer maneira, minha produção é pequena, diferenciada e para um nicho muito específico - clientes de assessoria pessoal de estilo. Minha cliente está super preocupada com todos os detalhes da imagem, por isso funciona muito bem!", encerra.


Desde 1998 a designer começou a carreira de consultora de estilo e, além do meio ponto, as criações dela também envolvem sapatos de numeração comum e bolsas belíssimas. Vale a pena conferir o trabalho da personal stylist no site dela (www.micheleneyret.com.br)

Por Tissiane Vicentin (MBPress)

Comente