Marmijões - desistam enquanto é tempo!

A moda pegou e não tem jeito: você anda pela rua e vê uma porção de marmijões pra lá de mal ajambrados. Entendendo por marmijões toda essa moçada entre catorze e quarenta anos que agora deu de andar de cueca de fora.

Sim você leu direito: a moda agora é essa. Calça abaixada até aparecer, em alguns casos até a metade da cueca e cinto usado frouxo de modo a permitir que o cuecão apareça. Começou (dizem) nas cadeias americanas como um protesto contra a proibição do uso do cinto e logo ganhou a adesão de skatistas que alegam que a calça mais larga facilita os movimentos.

Então tá. Mas ninguém, ninguém mesmo vai me convencer que o visual seja atraente ou descolado - nem muito remotamente. Além de ser muito desconfortável para o dia a dia.

De cara, é impossível dizer que o movimento fica fácil quando para usar a calça tão baixa e larga o sujeito é obrigado a andar ligeiramente curvado de modo que o próprio movimento do quadril segure a calça precariamente em torno de apenas metade do traseiro.Aí, ao usá-la baixa, o cavalo da calça fica praticamente na altura dos joelhos dificultando o andar e eventualmente incomodando com a costura fora de lugar.

Mas isso não seria nada se essa fosse uma moda que ficasse bem na maioria dos homens - seria inclusive muito democrática. Mas é o contrário. Imagine um gordinho com a metade da bunda de fora? Quem acha graça? Um sujeito muito magro não tem traseiro para segurar calça larga, portanto está automaticamente excluído. Os que tem bunda grande ou empinada até podem usar, mas ficam com um ar ligeiramente grotesco com as cuecas arrebitadas aparecendo.

E por falar em cuecas: quem foi que disse que queremos ver a cueca de todos os homens que nos rodeiam? É uma intimidade forçada quem francamente beira a uma indesejável promiscuidade. E não se trata de ser moderna ou não, apenas seletiva ora bolas!

Além do mais, poucos são os homens (muito poucos mesmo) que sabem combinar uma cueca com a calça, camiseta etc. O quê? Você acha que não precisa? Outro grande engano: Cueca aparente e fora de contexto do resto visual é uma das maiores provas de insensibilidade que um homem pode cometer no quesito moda.

Aí, além das cuecas, na pressa e na lida do dia a dia, muitos são os homens que acabam perdendo a mão (no caso o traseiro) e exibem, além de cuecas, partes das nádegas com direito a pêlos e tudo. Eu heim?

Nos Estados Unidos um chefe de polícia chegou a proibir e anda prendendo quem anda com mais da metade da cueca de fora. Mas aqui no Brasil, acho que nem precisa chegar a isso para desanimar os rapazes com a nova moda.

Basta lembrar a eles que, nós, assim como eles, também no emocionamos com um par de glúteos bem torneados e salientes. Mas, desde o surgimento da nova moda, as chances de visualizarmos uma bonita bunda bem torneada sugerida sob uma calça bem ajustada ao corpo despencaram melancólica e drasticamente.

E só para encerrar o assunto: parem de dificultar a nossa vida! Já andei ouvindo reclamações de que agora, com a tal da calça meio metro mais para baixo, quem quiser conferir e procurar de algo mais interessante se dá mal: é um tal de mão sobre a fivela do cinto que não anima a uma exploração mais detalhada.

Jornalista, escritora e palestrante, Claudia Matarazzo é autora de vários livros sobre etiqueta e comportamento: “Visual, uma questão pessoal”, “Negócios Negócios - Etiqueta faz parte”, “Amante Elegante - Um Guia de Etiqueta a Dois”, "Casamento sem Frescura", "net.com.classe", "Beleza 10", "Case e Arrase - um guia para seu grande dia", "Gafe não é Pecado" e "Etiqueta sem Frescura"

Comente

Assuntos relacionados: moda fashion cueca