Luxo e rock no terceiro dia da SPFW

Luxo e rock no terceiro dia da SPFW

Desfile Samuel Cirnansck. Foto Agnews

Como já era esperado, o terceiro dia da São Paulo Fashion Week trouxe muita sensualidade, fetiche e rock and roll. A surpresa ficou por conta de propostas criativas, como a de Samuel Cirnansck, que trouxe o luxo ecológico à coleção de inverno. Muita gente também gostou e aprovou as coleções de Reinaldo Lourenço, Ellus, Mário Queiroz e Huis Clos e Samuel. Quer saber o que usar na próxima estação? Veja só o que a stylist Marcia Jorge propõe:

REINALDO LOURENÇO

O desfile de Reinaldo foi marcado por três momentos: começa com mulheres de negro, poderosamente fetichistas, com direito a cintura marcada, couro, verniz, transparências e peles. Tudo o que uma mulher sexy, porém refinada, sonha. De repente um susto: toda a sensualidade foi abortada por uma criação de shapes largos, multicolorida, com uma estampa no melhor estilo "pijama" e assim, em cores claras com estampas desse mesmo estilo, foram alguns looks que inauguraram esse segundo momento. Como se aquela história de fetiche negro tivesse sido apenas um sonho. Mas voltou no terceiro momento com a adesão da cor vermelha aos looks em preto. Saias lápis, justíssimas em couro, trenchs poderosíssimos.Ufa!! Sonho ou não, este é o Reinaldo que conhecemos - cheio de surpresas!

ELLUS

A minha referência do estilo Ellus é o rock n´roll sexy e chic, que já é a identidade da marca, e este desfile, posso dizer, correspondeu a todas as expectativas dos apaixonados por este clima. A cor preta predominou, mas o laranja, vermelho, verde, dourado e acobreado também tiveram importante participação no show. Amei as peças com detalhes de ilhós e dos looks monocromáticos em verde, laranja, vermelho, tanto para elas como para eles. Os paetês compridos nas peças, simulando espinhos, deram um toque de agressividade para lá de glamurosa. O mix de renda com couro em tons terrosos resultou em um casamento mais que perfeito.

MARIO QUEIROZ

Originalíssimo, de extremo bom gosto, muito elegante. Sobreposições harmoniosas, tecidos, cores e estampas e patchwork de uma sofisticação rara. O tom de azul quase roxo das peças que iniciaram o desfile é apaixonante, assim como os bordados de cristais. Qualquer look do desfile, mesmo os com saia, poderia ter sido desfilado por homens ou mulheres. Pela primeira vez na vida, vi uma androginia que não flertou com o bizarro. O Mario tem sua singularidade, embarca em sua viagem pessoal e dispensa afirmar que segue tendências. Ele pode!

HUIS CLOS

Estilo clean noventinha, confortável, minimalista, porém nada sedutor, por mais que tenha aparecido rendas, decotes e até hot pants. Tons pálidos, corte impecável, e lá vem ele, o veludo molhado. Se é possível alguma mulher ter o controle total das paixões, dos impulsos, das compulsões, das tentações, das obsessões e ser invisível, eu não sei, mas que certamente ela estará usando um look desses, eu não tenho dúvidas.

SAMUEL CIRNANSCK

Há exatos 10 anos assisti a um desfile do Samuel no Amni HotSpot e prometi a mim mesma que nunca mais esqueceria aquele nome, pois estava diante de um grande talento. Estava certa. Ele sempre faz bonito e merece cada nova conquista. Para esta coleção, manteve o seu preciosismo, a criação para uma mulher dotada não apenas de formas, mas de muita atitude. Bordados impressionantes, transparências, pedrarias, recortes geniais, cintura marcada, saia rabo de peixe.


Tecidos e fibras que criam a ilusão de penas e pelúcia, barras intencionalmente desfiadas em cores que foram do off-white, passaram pelo ouro e terminaram no preto. Espetacular!

Comente