Loungewear - Roupas confortáveis, mas sem perder o estilo

Loungewear  Roupas confortáveis mas sem perder o e

Divulgação.

Quem passa o dia todo trabalhando, com roupas normalmente desconfortáveis, não vê a hora de chegar em casa, tomar um bom banho e escolher o modelito mais macio que estiver no guarda-roupa para finalizar o dia, não é verdade? Pois foi pensando nisso que a empresária Patrícia Andrade Helú tem feito sucesso com a Pash, uma empresa de São Paulo que comercializa o chamado loungewear, ou seja, roupas para ficar em casa, que prezam a moda, mas não abrem mão do conforto.

A ideia surgiu em 2008, quando Patrícia terminava a faculdade e tinha o desejo de abrir seu próprio negócio. "Essa vontade sempre existiu dentro de mim, o que faltava era um pouco de know-how e uma boa oportunidade", conta a empresária. Mas não pense que ela deu um tiro no escuro. Antes de colocar o plano em prática, a moça se aproveitou do fato de ter trabalhado por quase três anos no mercado financeiro para adquirir bastante aprendizado. Outra iniciativa interessante de Patrícia foi usar o TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) para desenvolver o seu projeto.

Sempre atenta ao mercado, Patrícia tinha ciência da acirrada concorrência que ia enfrentar e, por isso, apostou no diferencial para ver seu projeto render frutos. "Nos Estados Unidos, há tempos existe um conceito de roupa conhecido como loungewear. São peças tão confortáveis quanto pijamas, porém, têm o charme e estilo das roupas que nós mulheres gostamos e estamos acostumadas a usar", explica a empresária.

A linha desenvolvida por Patrícia, ao lado da estilista Camila Junqueira, traz roupas confortáveis e descontraídas, com requinte nos detalhes e nas matérias-primas. A novidade, como a própria empresária descreve, agrada a mulheres de diferentes faixas etárias, além de grávidas e em fase de amamentação. "Sem dúvida, o loungewear pode ser usado para ficar em casa, tirar uma soneca no sofá e até como em qualquer situação informal do cotidiano".

[galeria]


O próximo passo da criadora da Pash é expandir a marca e torná-la 100% sustentável. "Queremos trabalhar com tecidos ecológicos. Nesta coleção temos uma linha inteira de pijamas de malha feita a partir de garrafas PET recicladas. Pretendemos também vender peças em outros estados brasileiros e, no futuro, exportá-las", finaliza.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente