Liquidação - Dicas para não cair em tentação

Nas vitrines só se encontram aquelas maravilhosas placas de descontos e promoções que todas adoramos... Em época de tentação, ops!, liquidação, precisamos controlar os impulsos para não sairmos das lojas carregadas de coisas desnecessárias. Afinal, como diria Carol Davidson, minha querida professora de consultoria de imagem no FIT (Fashion Institute of Technology / NY), "uma barganha só é uma barganha se você faz uso dela, do contrário, é a peça mais cara que você possui".

Tudo começa antes mesmo de sair de casa.Quando você vai ao supermercado, faz uma lista, certo? Esse hábito deve ser aproveitado para outras compras também, porque toda vez que escolher uma peça, algumas perguntas precisam ser respondidas:

1. Eu realmente preciso dessa peça? Essa é a mais importante na hora de controlar impulsos.

2. Onde/com que frequência eu vou usar? Se você não vai usar, ou vai usar pouco, o melhor é focar em coisas mais úteis.

3. Com que itens do meu guarda-roupa essa peça combina? O ideal é que ela combine com coisas que já estão lá, mas se não for o caso, a compra deve ser em conjunto com outros itens.

4. A cor favorece? Faz toda a diferença! Deve deixar a aparência saudável, jovem, descansada e com traços bem definidos.

5. Como a peça se ajusta ao corpo? Favorece minhas qualidades? Se estiver apertada, esqueça. E nem pense no argumento de que é para estimular a dieta. Até que os resultados apareçam, a moda pode ter mudado e seu gosto também. Mas se a peça estiver larguinha, tenha a ajuda de uma boa costureira. Nesse caso, atenção aos ombros e cavas porque esses são praticamente impossíveis de serem bem ajustados.

6. Que mensagem transmite a meu respeito? O que você pensa quando olha para a peça precisa estar de acordo com o que você quer que os outros pensem a seu respeito.


Depois que essas perguntinhas foram resolvidas, calcule o valor real da peça: divida o preço pelo número de vezes que você estima usá-la.

Essas etapas exigem um pouco mais de paciência, mas dão muito mais satisfação quando vemos que o guarda-roupa se tornou um bom investimento!

Érica Minchin trabalha com pesquisa, criação e desenvolvimento de produtos em moda e ministra cursos e palestras sobre imagem e tendências. Ela ensina que aparência é a ferramenta de comunicação não-verbal mais poderosa e estimula explorar as melhores maneiras de fazer uso dela. Contato: ericaminchin@yahoo.com.br

Comente