Lingerie especial para crossdress

Lingerie especial para crossdress

Foto: divulgação

Depois que o cartunista Laerte assumiu seu lado feminino, se vestindo como mulher, o "crossdress" ganhou novo fôlego - ou gancho na mídia e no mercado. Mas é fato que essa coisa de homem se vestir de mulher já faz história há muito tempo, desde a monarquia inglesa e francesa, lá no século 18.

Reza a lenda que não há conotação sexual no fato deles escolheres roupas nos nossos guarda-roupas. Continuam todos hétero ou, no máximo, bissexuais. Ninguém quer fazer cirurgia para trocar o sexo nem implanta silicone. Só querem mesmo usar as nossas roupas - e até lingeries.

Como o manequim feminino é normalmente menor que o masculino, fica difícil para os homens encontrarem, por exemplo, calcinhas do tamanho deles. Ou ficava. A americana "XDress" fez o favor de criar modelos de lingerie especialmente para homens que aderem à prática, assim como Laerte. E entregam no mundo todo calcinhas, sutiãs, bodies, fantasias e corsets. Os modelos são super elaborados, com rendas, lacinhos, tecidos transparentes, mais femininas impossível. Tem até fantasia, daquelas que a gente usaria, sabe?


"Sinceramente, acho bizarro. O homem gostar de se vestir de mulher, até engulo, no Carnaval talvez. Agora marmanjo usando calcinha de menina, é demais né?", fala Mariana, de 28 anos. Ela tem muitos amigos gays, uns mais femininos que outros, e jura ter certeza que nem eles gostariam de usar ou ver seus parceiros com esses modelitos da XD. "Acho o crossdress estranhíssimo e ainda não consegui entender muito bem esse fetiche todo. Mas se o homem gosta de roupa de mulher, obviamente vai querer o s lingeries. Essa marca deve ter público", pondera Melissa, de 30. "Mas eu não daria para o meu namorado nem de brincadeira!" Nem eu!

Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente