Jefferson Kulig - tramas indígenas e volumes

Jefferson Kulig  tramas indígenas e volumes

Jefferson Kulig. Arquivo MB Press

Um desfile tradicional do estilista Jefferson Kulig no penúltimo desfile deste segundo dia de SPFW. As modelos usaram quepes e caminharam vagarosamente pela passarela como se quisessem causar uma pausa para reflexão. A estampa de bichos da vez foi a de cavalos.

As blusas e vestidos tinham volumes estratégicos nas barras das saias, nos quadris e nos ombros, alguns formavam até babados. Com o uso do quepe alguns looks lembravam o dos jóqueis, principalmente com regatas vazadas por cima de vestidos e saias. Um toque esportivo, uma tendência em alta.

Também surgiram estampas de tramas de tricô em camisetas e vestidos. As tramas tiveram um especial destaque e foram trabalhadas em aplicações nas peças. Uma forte referência indígena ficou clara quando misturada aos looks com a estampa dos cavalos. Os tecidos plastificados voltaram a aparecer.

Outro destaque fica por conta dos sapatos scarpin usados com uma espécie de meia que lhes deu um aspecto de bota.


Por Giseli Miliozi

Comente