Jardim fantástico na passarela

O universo encantado de Maria Garcia

Foto/Arquivo MBPress

Para a coleção verão 2010, Maria Garcia se inspirou num jardim fantástico, daqueles bem presentes nas obras de Tim Burton, cheio de uma diversão afiada, quase sombria.

Esse mudo encantado e ambíguo resultou num conjunto delicado e, ao mesmo tempo, quase insólito. Algumas peças tinham silhueta que faziam alusão a contorno de insetos ou figuras imaginárias, traduzidos com sutileza na modelagem. Destaque para as mangas pragueadas e franjas.

Nas cores, muito verde, pacífico, mineral, off-white, rosa, chumbo, nude e violeta. A leveza de tecidos como seda com algodão, cetim de seda, de algodão e strech, malha, organza e até sarja e couro metalizado ganhou movimento com as estampas que misturaram paisagens nebulosas e sorridentes.


As cores vivas - mais uma vez fluorescente lima em destaque - e as misturas de materiais revelaram um composição jovem bem feminina. Ponto alto para os babados e, claro, para a mega-gola de paetês, na parte de trás de uma das camisetas, batizada de “casulo” pela estilista Clo Orozco. E um oba especial para os sapatos. Nada alto, em cores fortes, dourados e até estampas de bicho, um desfile à parte pelos pés!

Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente

Assuntos relacionados: moda fashion maria garcia spfw spfw 2009