Influência feminina e moda masculina por Mário Queiroz

moda

foto divulgação

Antigamente, quando se via um homem bem arrumado andando pelas ruas, duas idéias vinham à mente: a mãe escolhe as roupas que ele deve usar ou sua esposa fica de olho na maneira mais adequada para ele sair de casa.

A verdade é que durante muito tempo as mulheres tinham mais voz ativa no vestuário masculino do que os próprios homens. Para eles, era até mais cômodo que elas se encarregassem desse papel, pois o cuidado com a aparência era considerado pouco masculino e desinteressante.

Hoje em dia, a situação é bem diferente. “Cada vez mais os homens estão opinando sobre suas próprias roupas, pois o interesse masculino na moda aumentou”, afirma o estilista Mário Queiroz. No mercado desde os anos 80, ele é ícone quando se fala em moda masculina.

Suas coleções se destacam pela inovação e criatividade. Queiroz convive de perto com essa “guerra de sexos” nos guarda-roupas. “Há dois tipos de influência feminina, a que incentiva o homem a comprar as novidades e as que discordam das escolhas do parceiro. Não sabemos se é por ciúmes ou porque são pessoas conservadoras, já que minhas coleções são mais modernas”, conta o estilista.

Que os homens estão mais inseridos na moda é visível e que as mulheres adoram palpitar também. Todas gostam de ver seus parceiros arrumados, mas de vez em quando é bom deixá-los escolher. Você pode se surpreender!

Fonte - MBPress

Comente

Assuntos relacionados: moda sexo moda masculina mário queiroz