Grife Reserva em estilo preppy rebelde

Grife Reserva em estilo preppy rebelde

Foto/Arquivo MBPress

O desfile da grife carioca Reserva trouxe um casting grisalho e cheio de marcas de expressão. Calma, os belos só foram propositalmente envelhecidos por Celso Kamura, responsável pela beleza do desfile.

A coleção mostrou uma reinvenção do preppy - o famoso "mauricinho", comum aos americanos de classe média alta (aos moldes de Nathan Archibald, de Gossip Girl) -, mas com um certo toque de brasilidade, visível na liberdade dos looks.

E não é que os modelos ficaram mesmo com um certo tom arrumadinho? Esse mesmo tom foi acentuado pela alfaiataria, estrela do desfile, e pelas estampas clássicas do estilo - xadrez e listras, horizontais e verticais -, além dos sapatos (docksides beges da Converse e outros, em um clima clássico, com estampas de mofo e xadrez) e bolsas carteiro.

[galeria]


Mas, para quebrar o padrão "organizadinho" do preppy, a marca apostou na "mofo stamp", técnica que dá a impressão de ter mofo no tricô, na lapela de dois blazers, que formaram uma espécie de cachecol, nos suspensórios caídos e nas sobreposições de mangas de blazers e camisas, que, em um dos looks, ainda ganhou um relógio por cima.

Quem fez toda a diferença no desfile da Reserva foi Lobão, que tocou durante a apresentação dos looks e emprestou seu ar rebelde à grife.

Por Ana Paula de Araujo (MBPress)

Comente