Fashion Rio: sensualidade em evidência

Fashion Rio transparência e sensualidade em evidên

Carlos Tufvesson/Agência FotoSite

Ao invés de jardins e dançarinas, a maratona de desfiles do penúltimo dia encerrou na estrada BR 101, durante a década de 50. A Espaço Fashion mostrou o seu verão com cinturas finas e saias rodadas - volumosas com ar vintage. Também decotes não muito certinhos, recortes, brilho e muitos tons pastel. As estampas de fotos das cidades e praias ditavam a marca da coleção. O mesmo aconteceu com as cores, entre elas, rosa claro, azul e o verde, este remete ao oceano.

O que agitou mesmo a noite foi a coleção de Carlos Tufvesson. A começar pela comissão de frente que agitou a primeira fila: Angélica, Luana Piovani, Vera Fischer, Arlete Salles e Cristiane Torlone. O espetáculo teve direito a luzes, fumaças e canos espalhados, para receber uma coleção super sensual. Ousadia nas cores quentes, nos recortes e nas brincadeiras geométricas, além dos vestidos super curtos de várias cores. Para compor o look cabelos desfiados e sandálias altas.

Antes disso, o clima foi mais elegante, com inspiração nos balneários mexicanos. Juliana Jabour trouxe cores mais sóbrias, entre elas, tabaco, café, verde esmeralda e azul. Com direito a alfaiataria em coletes e calças de pregas, também na própria malha, o verão da estilista é ambientado em Acapulco e Cancun.

[galeria]

Giulia Borges preferiu o clima havaiano com direito a franjas. Em uma coleção que fez referências aos surfistas cores não poderiam faltar, o melhor é que elas apareceram em cetins. As flores, elas mais uma vez, não estavam em estampas, mas vazadas nas saias. Na coleção da Patachou, elas estavam mais cinzas em vestidos curtos e com decote tomara-que-caia, com direito a muita transparência, aliás, ela também se fez presente em looks masculinos na coleção da British Colony, cheia de peças monocromáticas e assimétricas.


Mais uma vez, o Fashion Rio mostrou que a moda é democrática. Sensual, em vestidos justos e transparências, mas também com peças volumosas ou drapeadas nos quadris, para esconder o que se quer e sair por aí.

Por Juliana Lopes

Comente