Estilista de games

Estilista de games

Personagem Shinigami (jogo Takô).

Arte, música e até desenhos em quadrinhos, tudo inspira a moda. Que o diga Marc Jocobs e Louis Vuitton. No desfile desta primavera, eles usaram personagens do Snoopy para os looks da coleção.

Aqui no Brasil, com a invasão da moda cosplay, os mangás (desenhos japoneses), são inspiradores para muitos fãs. Nos games com este tipo de quadrinhos tem até estilista especializada para criar os figurinos no meio virtual.

Lígia Muraro é uma das poucas que trabalha na montagem de peças para jogos na internet. Especialista em design de games, com formação em design gráfico, ela trabalhava apenas com a adaptação de jogos que vinham de outros países. Com o mercado de games em expansão - até então era difícil encontrar games produzidos em empresas brasileiras - a oportunidade de elaborar os próprios personagens surgiu no projeto do jogo online Takô, lançado no dia 27 de maio pela empresa Have.

“Para montar os personagens tive que pensar no ambiente do jogo: guerreiros, ninjas e samurais medievais. Se fossem reais teriam tecidos pesados e nobres, alguns justos ao corpo, pois a maioria dos personagens é magra. Tudo é muito mágico e fantasioso. Também imaginei como os looks combinam com a cor dos cabelos e penteados. Se comparados com hoje, alguns seguem o estilo Emo”, conta.

Antes de elaborar os desenhos, a estilista fez uma pesquisa do que é moda no game, ou seja, quais looks de personagens ditam tendências neste universo, através de entrevistas com as preferências dos últimos jogos. “Perguntávamos qual era o tipo de ninja que os jogadores gostavam. Alguns respondiam o mais clássico, com máscara preta, já outros o naruto, aquele de roupa laranja com faixa na cabeça. E trazíamos um pouco de cada no processo de criação”.

Apesar de nunca ter trabalhado com moda, Lígia revela que quando pequena já costurava algumas peças na máquina da sua avó e gosta de acompanhar alguns desfiles. Ela tenta reproduzir a ideia do look usando um programa de tratamento de imagens. Depois disso, o personagem é elaborado em 3D por outro profissional da área. Primeiro, ela desenha à mão personagem e figurino. E com o auxílio do programa consegue dar vida aos ninjas e samurais, transforma texturas em polígonos.

“Por isso também fico no último processo da construção, para ver se conseguimos volume, forma e dimensões exatas do que imaginei no início”, conta.

Estilista de games

Personagens Youkay e Monge (jogo Takô)

O jogo é dividido por oito classes de personagens: Samurai, Youkai, Monge, Ninja, Shinigami e Oni. Para vencer é preciso saber usar suas estratégias e habilidades. Cada classe tem variadas peças de roupas e aspectos físicos, como cor e corte de cabelo, olhos, customizados pelos jogadores.


O visual é montado conforme os atributos, que variam entre agilidade, inteligência, até disciplina e sabedoria, como é o caso do Monge, um dos personagens favoritos de Ligia no quesito moda. “A faixa no cabelo e o detalhe das sapatilhas são uma graça. O mais legal do jogo é isso, customizar o seu lutador, ninja, como você quiser e soltar a imaginação”.

Por Juliana Lopes

Comente