Eco fashion

[img=1]

Foto Divulgação

Além de contribuírem ao meio ambiente, os produtos eco fashion também impressionam pelo design e bom acabamento. Várias marcas ou mesmo ONGs já possuem a sua própria linha ecológica.

O Greenpeace, por exemplo, fabrica camisetas, shorts, calças, femininas e masculinas, bem confortáveis, além de acessórios, como mochilas, relógios ou objetos de decoração. A organização afirma que todos os artigos são ecologicamente corretos e com preços compatíveis aos similares não produzidos de maneira limpa. Os produtos são vendidos em um espaço no Shopping Frei Caneca (Rua Frei Caneca, 569 - São Paulo).

Também com o conceito de preservação ambiental, a marca Goóc produz sandálias de borracha de pneu reciclado. A linha é feita com tiras nas cores prata, bronze, preto, vermelho, verde e amarelo. Outros modelos, como chinelos e papetes, são fabricados com lona reaproveitada e solado de borracha. Há também as mochilas básicas, com cores neutras, feitas a partir da lona reciclada.

Já a ONG Florescer, cuja madrinha é a atriz Karina Bacchi, comercializa vestidos, blusas e bolsas a partir do jeans reaproveitado. Batizado de Recicla Jeans, o projeto é uma forma de renda à instituição, que atende a comunidade de Paraisópolis (2ª maior favela de São Paulo) com serviços de educação, esporte, cultura e lazer para 850 crianças e jovens de baixa renda, de 7 a 16 anos.

A coleção é fabricada também com resíduos têxteis doados aos morados da comunidade. Em breve, a instituição pretende inaugurar um centro de formação profissional com oficinas de estilo, modelagem, corte e costura, e bordados. Para tanto lançou em maio a campanha “Rw Hair na moda com você pró Florescer”, em parceria com a rede de salões de beleza Rw Hair Desing.

A camiseta custa R$30 e pode ser adquirida na própria ONG, que fica na Rua Manoel Antônio Pinto, 500 - Paraisópolis. Ou ainda na loja da rede no Shopping D (Av. Cruzeiro do Sul, 1100 - Canindé - SP). Todos os salões da RW Hair Design também comercializam a camiseta.

Por Juliana Lopes

Comente

Assuntos relacionados: moda meio ambiente greenpeace ong