Desfile Colcci: Califórnia ou Paris?

Desfile Colcci

Foto/Arquivo MBPress

Pense num desfile concorrido. Agora potencialize tudo isso com uma pitada de Rodrigo Hilbert, duas colheres de Gisele Bündchen e uma cobertura toda especial, de Jesus Luz. Pois assim foi o desfile da Colcci, último da primeira maratona diária da São Paulo Fashion Week.

Rodrigo e Jesus usaram modelos parecidos, com bermudas lavadas, rasgadas, em tons pastéis, puxando para o rosa e para jeans sarja. Suspensórios-cintos e camisas xadrez e amarradas na cintura não deixaram as bermudas largas caírem. Rodrigo foi mais simpático que o suposto affair de Madonna. Mas a trilha foi dela quando Jesus apareceu na passarela.

Gisele, que desfila para a Colcci há seis anos, teve três entradas. Uma, num mini-vestido que evidenciou as longas pernas da estrela. Mais uma vez o xadrez na estampa. Na segunda aparição, adivinhem? Mais pernas de Gisele, num mini-shorts. A blusa, numa espécie de renda, tinha ainda uma regata básica por baixo, tudo da mesma cor: creme, bem clarinho. Gisele encerrou o desfile da Colcci com uma calça metalizada, em dourado, um sutiã-biquíni e uma blusa moleton, clara, por cima.

Desfile Colcci

Foto/Arquivo MBPress

A mistura de sandália com “ankle boot” que Gisele usou, durante duas das três entradas, de salto dourado, foi um show à parte, assim como os acessórios das duas últimas. Colares longos parecem que vão ser mesmo a pegada do verão.

Desfile Colcci

Foto/Arquivo MBPress

Os outros modelos da Colcci também trouxeram uma moda streetwear totalmente possível, do tipo que sai da passarela direto para as ruas. Ana Claudia Michels abusou no mini-top e mostrou porque desfilou tantas vezes, apenas num dia. O corpo e a performance dela são mesmo invejáveis. A calça larga, com um pedaço da samba-canção aparecendo nada teve de hip-hop sujo e ficou romântico na proposta da marca. A jaqueta metalizada, justinha, deve virar must-to-have antes do verão chegar.


Três cores fortes apareceram, em versões quase fosforescentes: rosa, laranja e verde-limão. O resto, clarinho e leve como deve ser o verão. Vestidinhos, pérolas, listrinhas, leg de renda, lenços na cintura inventaram um hippie moderninho, gostoso. Segundo a estilista da marca, tudo não passa de inspiração num diário de verão da Califórnia, nos anos 80. Verão na França pra que, né?

Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente