Como organizar armário e gavetas

Há algum tempo, dei algumas dicas para prolongar a vida útil das roupas, mas de que adianta ter uma roupa bem cuidada se a gente acaba esquecendo que ela existe e deixa de usá-la?

A maioria das pessoas não dispõem de closets imensos ou ao menos de guarda-roupas espaçosos, então como organizar as peças? O primeiro passo é esvaziar armários e gavetas. Prove todas as peças e separe em pilhas: roupas que já passaram da validade (completamente fora de moda, desbotadas, destruídas, que não servem mais, não foram usadas por muitos meses, até anos, etc); roupas que estão ótimas; e roupas que precisam de pequenos consertos - barra, ajuste, etc.

Enquanto prova as roupas, pense na coordenação das peças, de preferência combinações novas, jeitos que você não havia pensado em usar antes. Eu já transformei blusas em saias, vestidos em blusas e saias em tops, por exemplo, sem precisar cortar ou costurar nada, apenas vestindo de uma maneira diferente.

Sim, você provavelmente vai precisar de um dia inteiro para isso. Dependendo da sua capacidade de comprar e acumular roupas, talvez mais. Eu sei, dá aquela preguiça. Mas lembre-se: um novo ano está chegando e fazer aquela faxina (principalmente no armário) ajuda a renovar as energias!

Depois que as peças foram provadas e escolhidas, é hora de guardar. Num mundo ideal, cada peça possuiria seu próprio cabide, mas já que nem sempre isso é possível, não vamos destruir as roupas empilhando de forma inadequada.

Nada de pendurar três camisas no mesmo cabide comum. Elas amassam, tomam mais tempo na hora de escolher e não ficam visíveis, portanto acabam sendo pouco usadas.

Existem modelos específicos de cabide: os cabides comuns, que servem para a maioria das peças, os cabides triplos (tanto de calças, quanto de camisas e vestidos), os cabides para saias que possuem presilhas para prendê-las e os cabides para casacos e paletós, que são mais grossos, com o formato do pescoço e do ombro definido e geralmente e madeira. Além disso, também existem cabides especiais para gravatas, para cintos e colares (esses são meus favoritos, já que cansei de ficar desfazendo nós de colares).

Outros itens fundamentais para organizar o guarda-roupa são: spacebags, caixas com divisórias, colméias ou divisórias para gavetas e sacos e capas de TNT com visor.

Spacebags são aqueles sacos que você guarda a sua roupa a vácuo, aqueles que a Becky usa em "Delírios de consumo de Becky Bloom". São maravilhosos porque conservam melhor as roupas e economizam espaço. Me ajudaram muito quando voltei de NY.

Como organizar armário e gavetas

Eu odeio ter que guardar minhas roupas de frio quando estamos no verão, para abrir mais espaço, mas graças ao spacebag eu consegui esvaziar uma gaveta grande e uma prateleira. O melhor é que as roupas vão ser melhores conservadas dentro dele do que se estivessem trancadas na gaveta ou guardadas em uma mala.

As caixas com divisórias são aquelas para guardar brincos, anéis, pulseiras e outros acessórios. As colméias ou divisórias para gavetas são perfeitas para organizar gavetas de roupas íntimas: as roupas não ficam empilhadas e ficam completamente visíveis.

As capas de tnt com visor servem para os casacos e vestidos de festa e os sacos podem armazenar bolsas, tricôs (se você não tiver o spacebag), sapatos etc. O TNT deixa que a roupa respire sem sofrer danos causados pelo pó e pela luz e o visor deixa que você veja o que tem dentro.

O melhor é que, tirando o spacebag que é mais difícil de encontrar, esses itens não são caros e você encontra até em lojas de R$1,99!

Agora que você conhece o "equipamento básico para organização de guarda-roupa", é hora de pensar na disposição das peças. Isso vai variar de acordo com a sua necessidade. Eu, por exemplo, tenho uma gaveta só de lenços porque tenho muitos deles e não conseguiria armazená-los dentro de uma caixa. Por outro lado, guardo meus biquínis dentro de uma caixa impermeável que fica ao fundo da minha gaveta de roupas de ginástica - apesar de morar em uma cidade litorânea, não gosto de praia e possuo poucos biquínis que cabem em uma caixa menor do que uma caixa de sapatos.

Continuando a usar o meu armário como exemplo, como tenho pouco espaço, penduro apenas as calças e blusas que amassam, as camisas, os vestidos e os casacos. O resto eu dobro ou empilho nos espaços abaixo e acima dos cabides, ou guardo em gavetas.

Procuro separar as peças de acordo com a função e cor, mas nem sempre consigo porque o peso dos cabides precisa ser dividido, para não danificar o varão. Aliás, não recomendo o uso de tantos cabides triplos para calças porque vão ficar muito pesados. Outra coisa importante, se você não tem muito espaço, não use muitos cabides do tipo "pendura tudo" para colares, porque esses cabides precisam de uma certa distância para não enroscarem uns nos outros.

Independente de estarem penduradas ou dobradas, as peças são sempre agrupadas de acordo com a cor e comprimento, nessa ordem. No caso dos lenços, de acordo com o tamanho e depois com a cor.

O espaço abaixo dos cabides também pode ser usado para guardar as caixas de acessórios, sapatos e botas de cano longo.

Uma boa saída para brincos e broches é prendê-los em um retângulo de tecido (com um gancho para pendurar no varão do armário), como aqueles displays de vendedores ambulantes. Assim eles também ficam bem organizados e visíveis.


Quanto às gavetas, como eu disse, o que cada gaveta vai armazenar, depende da quantidade de cada item que você tem. Mas uma gaveta só para roupas íntimas é imprescindível! Inspire-se com a virada do ano e renove as energias dos seus armários!

Érica Minchin trabalha com pesquisa, criação e desenvolvimento de produtos em moda e ministra cursos e palestras sobre imagem e tendências. Ela ensina que aparência é a ferramenta de comunicação não-verbal mais poderosa e estimula explorar as melhores maneiras de fazer uso dela. Contato: contato@ericaminchin.com

Comente