Cavalera se inspira no colorido do México

Cavalera se inspira no colorido do México

Desfile Cavalera. Foto Arquivo MBPress

Nesta quarta-feira (15), a grife Cavalera abriu o terceiro dia da São Paulo Fashion Week com um desfile ao ar livre, atrás do prédio do Planetário, no Ibirapuera.

O diretor criativo da marca, Alberto Hiar, teve como fontes de inspiração as músicas de Janis Joplin, a pintora Fridha Khalo e a comemoração do Dia dos Mortos, que acontece nos dias 1 e 02 de novembro, no México. Ao lado dos estilistas Fabiano Grassi e Igor de Barros, Hair viajou para o México em busca de referências para esta nova coleção.

Para a apresentação, a Cavalera simulou uma procissão do Dia dos Mortos. Ao som de música mexicana, os modelos desfilaram acompanhados por pessoas vestidas de caveira que seguravam estandartes com bandeiras coloridas. As moças traziam tranças e flores no cabelo, além de chapéus e brincos grandes.

Calças jeans com boca de sino lembraram o estilo hippie de Janis Joplin. Os vestidos eram curtos, com amplas proporções e tecidos transparentes. E para o público masculino, as opções são as camisetas estampadas. Para o próximo verão, a marca aposta nos tons preto, off-white, amarelo, damasco, vermelho, azul e verde.


O repórter do "CQC" Marco Luque conferiu de perto o desfile da grife, acompanhado da esposa Flávia Vitorino. O músico Branco Mello, as atrizes Maria Paula e Mel Lisboa e o cantor Otto também estavam presentes.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente