Camponesas de Walter Rodrigues

Camponesas de Walter Rodrigues

Desfile Walter Rodrigues. Foto/ Agnews

Inspirado no livro do fotógrafo August Sander, "People of the 20th Century", Walter Rodrigues abriu os desfiles desta sexta-feira (13) e fugiu do que vimos até agora. Ao invés dos decotes, as mulheres ficaram mais cobertas com longos casacos e calças com sobreposição de vestidos - mistura de imagens masculinas, que vieram da inspiração literária, e do romantismo das roupas de camponesas.

Um detalhe que pode ser transportado para o dia a dia das mulheres brasileiras é o boné colorido, bordado. Duas versões surgiram na passarela, uma com fundo preto e outra com fundo vermelho. Até para quem não gosta muito de bonés pode querer ter um no guarda-roupa.

As também atenções estavam voltadas para os tecidos: crepe, seda, cotton, tricoline, malha, jacquard e tule. As estampas da coleção saíram do padrão Walter Rodrigues, porém, seguiam a mesma gama de cores das outras peças que compunham cada look, com variações de preto azul, vermelo e off-white. Além disso, plissados, cortes assimétricos e golas trouxeram elegância às modelos.


A sutileza nas maquiagens, com nenhuma cor, buscando o natural, e os cabelos, com coques baixos, ficaram por conta de Robert Estevão. Já os chapéus que acompanhavam os looks foram desenvolvidos por Eduardo Laurino.

Por Catharina Apolinário

Comente