Bolsas que são verdadeiras obras de arte

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Bolsas que são verdadeiras obras de arte

Foto: divulgação

Você já pensou em andar com uma obra de arte exclusiva pendurada no ombro? Pois é, Pedro Sabiá pensou nisso e colocou em prática: criou bolsas personalizadas com suas telas pintadas a óleo.

Tudo começou quando esse artista plástico de Jundiaí notou alguns acessórios das mulheres que passavam em frente a sua galeria, localizada no Shopping Serra Azul, ao lado do banheiro feminino. Foi quando percebeu a paixão delas por bolsas. Juntou a essa observação o fato de sua filha ter feito um curso que ensinava a lidar com tecidos, além das qualidades do pintor. "Estou sempre em busca do diferente, sou muito ansioso e procuro por coisas novas", diz Pedro. "As bolsas são uma forma de divulgar minha arte".

Depois de testar alguns materiais, encontrou no poliestireno uma boa opção para as novas bolsas, já que deixou as peças mais resistentes. Em vez de usar zíperes ou botões para os fechos, preferiu criar uma técnica e fechá-las com uma parte do poliestireno. Os objetos se tornaram exclusivos. "Já fiz umas 160 bolsas, todas únicas. Eu pinto a tela e depois a uso para confeccionar cada peça", conta o artista.

As bolsas são uma ideia recente, mas o talento bem antigo. Desde pequeno, Pedro pegava o canivete do avô escondido e desenhava em cabos de vassoura. Chegou a fazer experiências com outros materiais, como a argila, porém se deu bem mesmo com a madeira. Tanto que passou mais de 20 anos entalhando portas, molduras de espelho, estatuetas, etc.

A carreira como pintor se iniciou num momento difícil de sua vida, quando Pedro não pode mais esculpir peças em madeira por conta de uma cirurgia. Desde 1993, ele passou a se dedicar a telas pintadas a óleo. E agora, vieram as bolsas.

Para a alegria dele, elas caíram no gosto popular. Tanto que lojas de São Paulo, Ribeirão Preto e Portugal desejam revender os objetos. Só que o artista não gostou muito da ideia. "Acho que as peças perderiam a exclusividade se fossem produzidas em série, e não quero me comprometer em ter que fazer certo número delas em alguns dias. Crio a hora que me dá vontade".

Apesar do sucesso, Pedro acredita que não existe satisfação maior que fazer aquilo que o deixa feliz, e revela não ter pensado nas bolsas pelo retorno financeiro. "Criei as peças pensando em me distrair. Quando me canso das quadros, produzo bolsas".

[galeria]


Essas verdadeiras obras de arte podem ser encontradas na galeria de Pedro, no Shopping Serra Azul, localizado na Rodovia dos Bandeirantes, km 72, em Itupeva, interior paulista. O preço varia de R$ 200 a R$ 2.000.

Por Priscilla Nery (MBPress)

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Assuntos relacionados: bolsa moda arte artesanato quadros pintura bolsas