Body Scanner: aparelho vai padronizar as medidas dos brasileiros

Body Scanner

Foto - Divulgação Senai/Cetiqt

Para acabar com a polêmica da falta de padronização das medidas, o Senai/Cetiqt já tem em vista um estudo que irá ajudar nessa tarefa. O órgão investiu US$ 120 mil na compra e instalação do primeiro Body Scanner do Brasil, que em apenas 60 segundos capta mais de 100 medidas do corpo humano.

Importado dos EUA e supermoderno, o aparelho é peça fundamental na elaboração de um diagnóstico completo sobre o corpo do brasileiro, que está sendo traçado pela instituição. O estudo antropométrico vai registrar as medidas de cerca de 10 mil voluntários, de todas as regiões do Brasil. O objetivo é padronizar a modelagem das confecções no país, respeitando as características regionais.

Dessa forma vai ficar mais fácil para os consumidores comprar principalmente por catálogo ou pela internet. "Muitas vezes, a marca usa uma modelagem maior para que o consumidor se sinta psicologicamente magro", explica Janaína Sobrinho, coordenadora o estudo.


No Brasil, a maioria das grifes não segue a Norma NBR 13.377 - Medidas do Corpo Humano para Vestuário, Padrões Referenciais - da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), já que a adesão é voluntária. A previsão é que a pesquisa seja concluída dentro de, no máximo, dois anos.

Por Juliana Lopes

Comente

Assuntos relacionados: moda roupas tamanhos roupas