Blusas com comprimento assimétrico - dica para o verão

Blusas com comprimento assimétrico

Foto: Divulgação Drezion Boutique

As peças assimétricas sempre garantiram um espacinho, mesmo que pequeno, no guarda-roupa da mulherada. E para o próximo verão, a moda será apostar nas blusas de comprimento assimétrico (aquelas que têm a parte de trás mais comprida, sabe?)

Para saber como ficar bonita usando a peça, o Vila Mulher conversou com a consultora de imagem pessoal e profissional, Vanessa Versiani. Ela acredita que essa moda teve como fonte de inspiração as peças masculinas antigas, que eram mais longas atrás.

O primeiro ponto de atenção é na hora de comprar a peça. "É muito importante que ela fique soltinha. Se ficar colada no quadril é porque está pequena. Em pessoas com tipo físico oval a peça nunca deve marcar na barriga", orienta Vanessa.

Se em vez da blusa ou camiseta a mulher quiser uma camisa assimétrica, a dica é outra: "Observe onde está a costura do ombro e também a largura. Se o ombro estiver no lugar e ela estiver justa embaixo, opte por uma maior e peça para ajustar a cava. Fique de olho também no comprimento das mangas. Afinal de contas, camisa sempre tem que ter medidas perfeitas."

Esse tipo de peça é bem democrática. Segundo Vanessa, fica bem em mulheres altas de tipo físico ampulheta (ombros e quadril com a mesma medida e cintura fina), retangular e em alguns casos triangular invertido (ombros largos) ou triangular (quadris mais largos que os ombros), desde que os quadris não sejam muito largos. "Mulheres de tipo físico oval, se não tiverem a barriga muito proeminente e forem altas, também podem usar", diz a consultora.

Mas atenção: há restrições. "As baixinhas podem ser prejudicadas, pois ao se verem de frente no espelho podem achar o visual ótimo, mas por trás a parte mais longa da blusa vai acabar achatando o visual."

As combinações vão depender do material da blusa e da ocasião. Mas de um modo geral, a consultora de imagem recomenda uma calça ou saia de alfaiataria ou jeans reto e sem detalhes (preferencialmente escuro). "Caso a mulher opte por usar saias ou shorts, o comprimento deles deve ser sempre maior que o da parte de trás da blusa", ressalta.

As peças para montagem do look também devem estar de acordo com o biotipo. Se a pessoa tem ombros mais estreitos que os quadris, por exemplo, Vanessa sugere uma blusa com decote canoa em cor escura, combinada com uma calça ou saia retas.

"Já quem tem ombros largos pode optar por uma blusa com decote ‘v’ ou uma camisa, deixando dois botões abertos". Outra opção é usá-la toda fechada com uma gravata em cor escura ou diferente do tom da blusa para complementar. "Assim, a mulher chama a atenção para o centro e faz um look mais andrógino. Na parte de baixo, pode usar uma calça reta ou com a boca um pouco mais larga e de cor mais clara que a da camisa", completa Vanessa.

Ah! E não se esqueça dos acessórios! Se a ideia é montar um look andrógino, a dica da consultora é apostar em gravata, um relógio mais pesado masculino, um oxford e chapéu. Agora se o tom é de feminilidade, use uma carteira elegante de mão, scarpins e bijoux poderosas. "Para um visual mais informal, opte por sandálias rasteiras coloridas, uma bolsa de plástico e acessórios também coloridos", diz Vanessa.

Gostou das dicas? Então monte seu look e prepare-se para arrasar no próximo verão!

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente