A blogueira Janaína Rosa garante: o melhor da moda está na rua

A blogueira Janaína Rosa garante o melhor da moda

Reprodução

Dona de um gosto invejável, de roupas escolhidas a dedo e estilo impecável, Janaína Rosa é especialista quando o assunto é moda. E mais especialista ainda em comprar muito e gastar pouco. A blogueira de 23 anos é natural de Araraquara, interior de São Paulo e há três anos e meio decidiu tentar a sorte na cidade grande - e se deu bem.

Começou a rotina no mundo da moda com o pé direito, trabalhando no jornal do São Paulo Fashion Week com a consultora de moda Érika Palomino, um dos principais nomes universo fashion atualmente. Depois disso, Jana ainda teve a chance de estagiar para o site da renomada consultora de moda, Glória Kalil. Mas mesmo assim, o começo não foi um mar de rosas. "Trabalhava muito e pesado. Eu cobria eventos na primeira fila, lançamento, desfile, o que precisasse", relembra Jana. E foi assim, depois de muitos contatos em eventos, fazendo amigos e conhecendo gente que Jana foi crescendo e aparecendo.

A paixão pela moda começou desde cedo. "Já era estilista de Barbie quando criança", brinca a blogueira. E na adolescência, o estilo único que desenvolveu só foi aumentando. "Eu era a adolescente estranha da escola, que usava sapato rosa e unha preta, quando todo mundo usava keds e francesinha. Ao invés de pedir uma revista adolescente, eu pedia uma Vogue para minha mãe, e desenhava roupinhas o dia todo", relembra a araraquarense. "Acabei aqui", se diverte.

Hoje, Janaína faz parte da equipe do programa "Scrap MTV", responsável pelas pautas de moda, abordando sempre o que o público mais gosta: o real. Isso mesmo, ela sai às ruas para saber o que cada um gosta e o que cada um está vestindo. E ela se diverte com o programa. "A gente gosta de brincar com isso e sempre fazer a matéria com um ponto de interrogação no final: mas tal coisa é tendência mesmo? E aí investigamos na rua. Ou cobrimos algum evento de moda importante, como foi o Prêmio Moda Brasil. Falamos do que todo mundo está falando no momento, então fico muito ligada na internet, Twitter, YouTube e revistas", conta a repórter de moda.

Além disso, Jana é dona do blog "agoraquesourica.com" e colaboradora no site da Lilian Pacce.

Conhecedora dos melhores lugares para compras, Jana indica alguns que ela adora ir. Aqueles do tipo "para quem quer voltar com a sacola cheia, sem gastar muito". "Amo o Juisi e o B.Luxo (brechós). Os dois ficam na região dos Jardins e tem um conceito de loja. Eles já garimpam as roupas e você encontra coisas incríveis bem fácil", conta a produtora. E se você não se incomoda de visitar brechós, Jana dá a dica. "Na Cardeal Arcoverde, em São Paulo, tem um monte de brechós bem baratos, com cara de brechó mesmo: poeira, um monte de roupa que você quase não acha nada, peças com manchas etc. São muito divertidos para passar horas e encontrar um tesouro!", comenta.

Agora, se o seu negócio é moda, moda, moda, Jana indica alguns espaços interessantes. "Adoro a ‘Casa de Quem’ e a loja da ‘Casa de Criadores’ (ambas em São Paulo), que tem roupas no andar de baixo e mini galerias de arte em cima. E ficar de olho no site da Lilian Pacce e da RG Vogue que sempre dão dicas de filmes e exposições em São Paulo, é uma boa pedida".

A blogueira Janaína Rosa garante o melhor da moda

Janaína Rosa. Foto: Mariana Maltoni

E para quem está começando no ramo, o mais importante é se informar muito e saber por onde. Jana afirma que existem várias e ótimas revistas onde consultar, como a "Nylon", a "Teen Vogue" e a "Vogue Paris". "O bom é que você pode colecionar!", conta. Mas, para ela, nada supera o "ao vivo". Em São Paulo, ela recomenda lugares como o clube Glória, na Bela Vista, a Torre, na Vila Madalena, o Bar Secreto, em Pinheiros, e claro, a Rua 25 de Março. "Olhar a Oscar Freire para ver o que as ‘patis’ usam e no Largo da Batata, também é uma boa", recomenda a estilista.


Jana conta que o legal mesmo é fazer sua própria moda, e ser diferente. É nisso que ela se baseia para criar e brilhar. "Quando algo vira ‘tendencinha’, todo mundo fica igual e chato, então tento fugir disso. Observar a rua é o melhor! Minhas melhores inspirações de look vêm de pessoas desconhecidas e mendigos cheios de sobreposições", encerra a expert.

Por Tissiane Vicentin (MBPress)

Comente