Sapatos que você precisa ter

Sapatos que você precisa ter

Divulgação

Em sua visita ao Brasil, o estilista de calçados Christian Louboutin disse numa entrevista que no mínimo três sapatos não podem faltar no armário de uma mulher: um sapato de salto cor da pele “para que fique invisível e ela pareça estar nua”, um peep toe preto e um par de Havaianas. Pensando nisso, o Vila Fashion foi perguntar para Laci Todeschini, uma consultora de moda expert em sapatos, qual o melhor jeito de usar esses ‘must-have’ citados pelo mestre dos solados vermelhos.

Para Laci, os sapatos cor da pele são mesmo coringa, já que podem ser usados com qualquer cor de roupa. “Se a roupa combina com a pele, ele apenas, elegantemente, fará a “continuação do corpo, como um alongamento da própria perna”, avalia. Mas ela lembra que poucas mulheres perceberam a infinidade de possibilidades do uso de calçados desta cor - e que ele é, na verdade, o único sapato que vai combinar com tudo e em todas as ocasiões. “Tudo vai depender do modelo”.

Sapatos bege

Sapatos Burana Werner e DM (Divulgação)

E se quer usar um peep toe preto, não precisa ter medo. “Não necessariamente é preciso ser uma pessoa clássica para usá-lo”, indica Laci. Esse tipo de sapato tem a propriedade de combinar com mangas ou sem elas, pois é um pouquinho aberto e, portanto, não segue regra de inverno ou verão. “Além disso, ele pode ser usado, com ou sem meias. Sua característica de mostrar veladamente remete à sensualidade”.

Laci acha o peep toe multiuso. “Muito em voga no verão, continua com força total agora no inverno. Os saltos preferencialmente mais grossos, nas mais variadas alturas, conferem uma graciosidade inconfundível. Definitivamente são básicos, extremamente femininos, confortáveis e muito elegantes para diferentes ocasiões”.

Peep toe

Peep toe (imagens livro "Pin Up Girls")

A consultora lembra que a sensualidade do peep toe remete às pin-ups. “É um voltar ao fim do século 19, época em que o teatro de revista transformava dançarinas em estrelas, fotografadas para revistas, anúncios, cartões e maços de cigarros. O conceito das garotas pin-up era bastante claro: eram sensuais e ao mesmo tempo inocentes”, diz. A verdadeira pin-up jamais poderia ser vulgar ou oferecida, apenas convidativa. Asseguradas pelos traços sofisticados vindos da art-nouveau, elas vestiam peças de roupa que deixavam sutilmente à mostra suntuosas pernas e definidas cinturas. Bom saber.


Já as clássicas Havaianas, combinam com tudo se você tiver 1,70 e menos de 50 quilos. Pelo menos é isso que Laci acha. Chinelinho assim apenas para supermodelos. “Fora isso, certamente combina e é prática com roupas usadas no litoral. Mas não é um símbolo de elegância”. Para ela, as rasteiras são muito melhores, já que possuem elementos e materiais nobres e podem ser usadas com estilo em ambientes de lazer e trabalho.

Havaianas

Havaianas (Divulgação)

Concordando com Laci ou não, abuse do que fizer você se sentir melhor. Se é de salto alto cor da pele ou Havaianas, não esquece que o melhor estilo é o seu!

Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente