Pérolas ou Diamantes?

Se você respondeu diamantes, provavelmente influenciada pela recordação do brilho eterno dessas pedras, pense duas vezes. Sim, sei que há até letra de música dizendo que diamantes são os melhores amigos de uma mulher. Em um momento de necessidade provavelmente são mesmo.

Mas se a idéia é enfeitar e iluminar o semblante pode ter certeza que a escolha certa é pérola. Calma, não tenho nada contra diamantes, apenas defendo (e você logo vai entender por quê) as modestas e laboriosas pérolas em todas as suas tonalidade, formatos e texturas.

As pérolas são femininas, oferecem todos os matizes de cor - do branco, passando pelo cinza até o negro. Do rosado mais claro ao escuro, quase roxo. Seu brilho cintilante é discreto e suaviza a expressão do rosto enquanto que o dos diamantes é mais duro e por vezes ofuscante.

Pérolas são jovens - e podem ser usadas em qualquer idade. Uma menina pode colocar seu brinquinho de pérola ainda bebê e só mudar o tamanho ou a cor conforme vai crescendo e mudam suas preferências.

Já uma criança com um brinquinho de diamantes pode parecer pernóstica e, infelizmente, nem é a mais segura das alternativas.

Há um certo frescor nas pérolas. Já diamantes, muitas vezes remetem a uma certa...decadência. Erótica até, sem dúvida nenhuma, e quem sou eu para condenar o prazer de receber um símbolo destes como sinal de afeto?

Mas, você já parou para pensar porque é que, até pouco tempo atrás, uma moça só podia receber diamantes de um homem se este fosse seu noivo ou marido? (Não é a toa que o anel de noivado sempre foi concebido com um solitário brilhante ou uma aliança com muitos deles)...

Até mesmo hoje, ninguém vai achar estranho receber uma jóia de pérolas de alguém que conheça a relativamente pouco tempo, já diamantes...

As mulheres mais elegantes do mundo usaram e ficaram conhecidas pelo seu visual sempre enfeitado por pérolas: Coco Chanel que revolucionou o conceito de colar, usando abusadamente mais de um cordão de enormes pérolas.

Jacqueline Kennedy Onassis, jamais ia sequer ao supermercado, se não estivesse usando pelo menos um par de brincos de pérolas bem junto ao rosto para iluminar sua morenice.

Pode reparar: as pérolas são clássicas e versáteis: podem ser usadas por mulheres a frente do seu tempo como Carla Bruni ou por senhoras que são verdadeiros ícones da tradição como a Rainha Elizabeth II da Inglaterra.

Combinam com mocinhas em festas de quinze anos, assim como com as avós das mesmas em seus bailes de formatura. E pérolas, além de femininas e chiques sempre dão um toque de classe a quem as usa.

Já os diamantes são igualmente clássicos e atemporais. Porém, sua fama está sempre ligada a algum escândalo ou aventura. Basta lembrar os filmes de espionagem onde a grande vedete é o diamante chamado Pantera Cor de Rosa ou do falatório que provocou o famoso pendente de brilhantes presenteado por Richard Burton a sua mulher Elizabeth Taylor por ocasião do recasamento de ambos. Sem falar no colar de diamantes que foi objeto da intriga que acabou por causar a queda da Rainha Maria Antonieta do trono da França culminando com a execução do casal real...

Eu heim? Decididamente prefiro as pérolas. Mais simples. Modestas, diretas e úteis. Sem falar na segurança. Sim pois diamantes são um claro convite ao furto (infelizmente hoje é preciso que se pense nisso). Já as pérolas, por mais valiosas que sejam, dificilmente serão roubadas, pois há uma crença entre ladrões (apenas entre cultos, naturalmente) que roubar pérolas traz má sorte. Precisa mais?

Jornalista, escritora e palestrante, Claudia Matarazzo é autora de vários livros sobre etiqueta e comportamento: “Visual, uma questão pessoal”, “Negócios Negócios - Etiqueta faz parte”, “Amante Elegante - Um Guia de Etiqueta a Dois”, "Casamento sem Frescura", "net.com.classe", "Beleza 10", "Case e Arrase - um guia para seu grande dia", "Gafe não é Pecado" e "Etiqueta sem Frescura"

Comente