Jóias para cada tipo de pele e rosto

Jóias para cada tipo de pele e rosto

O dourado vai bem para todos os tipos de pele, mas a pedra branca valorza as mulheres mais morenas. Foto: divulgação.

Na hora de comprar uma roupa, a mulher sempre escolhe aquela que evidencia as partes mais bacanas do corpo e esconde as "imperfeições" chatas, que por algum motivo, não agrade. Na hora de escolher os acessórios, a regra deveria ser a mesma. Principalmente com as joias.

Pensando em ajudar o público feminino a usar esse chique acessório de maneira adequada, a designer de joias Milena Moraes decidiu desenvolver peças exclusivas para cada tipo de pele e de rosto. A profissional aposta nesse jeito interessante de comercializar joias desde 2001. "Comecei a desenvolvê-las a pedido das clientes que sempre solicitavam algum detalhe ou queriam dar mais personalidade à peça", conta.

Como boa entendedora, Milena afirma que é preciso ter bom senso na hora de escolher uma joia. "Alguns looks ficam exagerados quando as peças não são escolhidas corretamente. Outros podem ser valorizados com peças-chave: uma roupa básica pede abuso de acessórios grandes e chamativos. Já uma roupa superestampada ou detalhada exige cautela na escolha dos brincos, colares e anéis".

A designer leva em média um dia para desenvolver uma peça exclusiva. E para a alegria das leitoras, ela diz que essa personalização não pesa no bolso. "Em média, uma joia assinada por Milena Moraes custa R$ 300 e é totalmente feita a mão". As criações da profissional são em prata 925, com banho de ouro e/ou ródio. Todas se destacam pelo design único e pelos detalhes com pedras nacionais, como coral, turqueza, ametista e quartzos, além dos autênticos cristais Swarovski.

Independe do tipo físico, uma joia fica bem em todas as brasileiras: a pérola. Segundo a designer, existem vários tipos delas, capazes de proporcionar diferentes efeitos no visual. "Elas são verdadeiros coringas. Nunca saem de moda e todas as mulheres precisam ter pelo menos uma", afirma. O mesmo acontece com o dourado, que combina com todos os tipos de pele e formatos de rosto. "As argolas também podem ser utilizadas sem medo e com diferentes combinações", completa.

A principal recomendação é que a mulher procure sempre ressaltar seus pontos fortes. "As mulheres baixas e as de pescoço curto devem evitar brincos e colares exagerados. Outra dica é usar uma joia que não ‘brigue’ com a cor do cabelo, de forma que a peça seja um destaque no look", sugere a designer.

Quem tem o nariz avantajado ou um queixo que se sobressaia, por exemplo, deve dizer adeus aos brincos do tipo botão. Eles ressaltam justamente o que a mulher geralmente quer esconder. Os prateados e foscos são permitidos somente para as morenas e negras. E os brincos longos ajudam a afinar o rosto e combinam com vários tipos de decotes.

[galeria]

Milena garante que a miscigenação permite que a mulher brasileira use uma grande variedade de pedras. E dá algumas dicas:

Mulheres de pele clara: devem usar e abusar de pedras nas cores verdes e azuis. Como sugestões, topázio, turmalina, esmeralda e água-marinha.

Mulheres morenas: podem optar por pedras nas cores brancas, laranjas, lilás, amarelas e vermelhas. Neste caso, as mais indicadas são as turmalina, ametista, topázio, rubi e citrino.

Mulheres negras: devem abusar dos tons de laranja e vermelho. As pedras brancas também são boas opções. Topázio imperial, granada, âmbar, rubis e quartzos rutilados podem ser utilizados sem medo.


Mulheres orientais: podem abusar dos tons de laranja e vermelho e também dos tons de branco. Essas cores são encontradas em rubis, granadas, quartzos rutilados e citrinos, entre outras pedras.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente