Bolsas Birkin - o delírio das mulheres

Todas querem uma Birkin

Victoria Beckham tem até coleção da bolsa Foto: Just Jared

Que mulher não resiste a uma bela bolsa é fato! E uma que se tornou um dos maiores objetos de desejos do público feminino, por conta de sua exclusividade, é da marca Hermés e recebe o nome de Birkin.

Elas são bolsas inteiramente desenvolvidas na França de forma artesanal. Algumas levam de 48 horas a duas semanas, dependendo da customização, para serem finalizadas. "Os materiais usados para sua confecção são da mais alta qualidade (neste caso, o couro), aliando a uma mão de obra altamente qualificada", explica Paola Elide, consultora de imagem.

A primeira peça foi desenvolvida para atender às necessidades da atriz e cantora Jane Birkin. Em uma viagem de Paris a Londres a cantora sentou-se ao lado de Jean-Louis Dumas, Ceo da Hermés, e reclamou que era difícil encontrar uma bolsa que coubesse todas as suas coisas e que entrasse no compartimento do avião. Em 1984, a marca lançou uma bolsa de couro preto especialmente para Jane e que fez muito sucesso entre a mulherada.

Pelo fato de serem peças únicas, o preço é bem salgado. Algumas chegam custar mais de US$ 50 mil (aproximadamente R$ 100.885,00). Mas, apesar dos valores altíssimos, elas estão nos braços de muitas mulheres, principalmente das celebridades, como as cantoras Avril Lavigne e Lady Gaga, a modelo Naomi Campbell, as atrizes Lindsay Lohan e Katie Holmes e a mais fanática de todas, Victoria Beckham, que tem uma coleção com 100 peças.

Mas afinal, o que faz uma Birkin tão especial? De acordo com a consultora de imagem, está no fato de a marca ter aliado um produto de altíssima qualidade a um design que satisfaz os desejos das mulheres. "Além disso, o atendimento é um tanto exótico nas lojas da Hermés, que têm uma charmosa classificação disfarçada para determinar quem pode ser proprietária de tal preciosidade."

E, por trás disso, Paola afirma que há uma grande estratégia de marketing que tem sido exemplarmente conduzida durante anos. "Todos conhecem uma Birkin de longe. Mesmo sem logotipos chamativos, a bolsa é reconhecida pelas mulheres. O sucesso do produto não foi temporário. Ele perdura por muito tempo", diz ela.


Para ela a bolsa virou a queridinha das celebridades por três motivos: "Algumas compram por gosto pessoal, outras de forma impulsiva e há quem precise de uma marca agregada à sua imagem", relata ela, garantindo que fora do Brasil o valor não é tão assustador, por causa do poder aquisitivo de muitos.

E completou: "A Birkin é um produto de luxo que tem qualidade, inovação e que é desenvolvida com exclusividade por um artesão".

Por Stefane Braga (MBPress)

Comente