Bijoux e joias da próxima temporada

Bijoux e joias da próxima temporada

Anel (Coleção Morana/Paola Robba) Outros itens (Coleção Verão Morana)

As semanas de moda paulistana e carioca deixaram bem claro que as maxi bijoux vão marcar o verão 2010. Capazes de fazer verdadeiros milagres ao look, elas se transformam em um ótimo acessório para mudar o visual quando se tem poucas peças.

No desfile de Paola Robba, a Morana mostrou alguns itens nesse estilo. Em parceria com a estilista foram criados anéis grandes e chapeados, pulseiras de dez elos, brincos de argolas e correntes, todas longas e brilhosas, para combinar com os biquínis e saídas de praias.

As peças de Paola foram inspiradas nas cortinas e papéis de parede do interior dos palácios e castelos franceses, looks que faziam referência às abraçadeiras, acessórios que sustentam e prendem os tecidos das cortinas. Destaque para o modelo exclusivo de biquíni, cheio de metais da Morana.

Bijoux e joias da próxima temporada

Colar Paola Robba/Morana

Já a campanha de verão da grife de bijoux, chamada de Intensidad, aposta na arte latino-americana com seus murais e mosaicos de cores fortes e alegres. São anéis com pedras brasileiras, pulseiras trançadas em couro e metal dourado, e ainda peças com penas, franjas, rosas e santos - sempre combinadas de forma criativa. As duas coleções estarão nas lojas a partir de setembro.

”Escolhemos este tema, pois tem tudo a ver com o verão brasileiro. Através das peças propostas, a mulher Morana pode expressar toda a sua sensualidade e reafirmar a personalidade, com modelos exclusivos”, afirma Rosana Cirino, gerente de produto.

Um time de designers comandado por Cristiane de Azevedo, da Gharimpeira, também apostou nas bijus grandes para o desfile de Simone Nunes, inspirado em Dior dos anos 70: anéis, colares cheios de fios e pulseiras de pedras coloridas e vários materiais, como, green gold, ônix, cristal leitoso, turquesa, corais e turmalinas rosa. As peças são feitas em pequenas tiragens.

Bijoux e joias da próxima temporada

Pulseiras e brincos/ Vivara

Joias também brilharam na semana de moda. Pela primeira vez na SPFW, a Vivara apresentou peças da Cappadocia e Esteira, que fizeram uma referência aos grafismos das ruas paulistanas na passarela da Neon.

Os brincos e anéis da coleção Cappadocia são feitos com contas facetadas de ouro amarelo que lembram diamantes e foram inspiradas na luz dourada refletida nas rochas esculpidas da região italiana que dá nome à coleção.

Feita a partir de uma técnica exclusiva, a linha Esteira usa ouro branco e amarelo 18k e lembra o desenho do entrelaçamento dos fios. Melissa Camargo Alonso explica que eles são esticados a um diâmetro muito pequeno, 0.25 mm. Para se ter uma ideia, o do cabelo mede 0.10 mm, em média.

“Após ser preparado, este fio é literalmente 'costurado' sobre uma outra estrutura formada também por fios em diâmetro maior, uma ponta deste finíssimo fio de ouro é amarrado em uma agulha para que passe por entre a estrutura da jóia, preenchendo todos os espaços”.

Depois de formada a joia, os fios são soldados para que não escapem. Em seguida, o acabamento não é feito a partir das técnicas mais comuns, chamadas de politrizes, pois são muito agressivas para os finíssimos fios. “Ao invés disso, a joia é delicadamente mergulhada em banhos de soluções guardadas a sete chaves que limpam e oferecem um acabamento fosco matte, especial e muito sofisticado”, completa.

No processo de criação de uma campanha, a designer Adriana Costa, que também faz parte da equipe de desenvolvimento das joias, explica que há uma extensa pesquisa, que começa com viagens em busca de inspiração, até a escolha dos materiais, os desenhos em croquis e testes de técnicas.

leia também


“O próximo verão terá facetas diversas, de acordo com o momento multicultural e ao mesmo tempo globalizado que vivemos hoje. Nosso objetivo é sempre atender o desejo dos diversos estilos de mulher. Acredito que as jóias de prata vieram para ficar. Elas permitem a joalheria se adequar a escala oversize (tamanho grande) dos acessórios e não “roubam “ o espaço do ouro”, completa.

Por Juliana Lopes

Comente