As jóias de Gabriela Aidar

As jóias de Gabriela Aidar

Divulgação

Trabalhar com jóias é uma arte para poucos. Nem todo mundo tem a sensibilidade necessária para criar peças que completam um look e, às vezes, representem os detalhes que fazem a diferença na composição. Gabriela Aidar é uma dessas mãos de ouro, mas pode ser de prata, couro, pedras brasileiras, metal folheado...

Desde pequena essa artista já amava o mundo da moda. A mãe e a tia vendiam jóias quando ela era criança e, depois, chegaram a ter uma boutique dentro de casa mesmo. “Cresci nesse mundo e fui me apaixonando cada vez mais e mais. Quando me formei em moda, na Anhembi Morumbi, em 2002, já tinha experiência no mercado, pois comecei a trabalhar aos 17 anos em empresas do segmento da moda. Depois de 11 anos trabalhando e aprendendo, resolvi começar um negócio”.

Para sorte nossa, Gabriela uniu talento e experiência e acabou se profissionalizando no mundo do design de jóias. A primeira coleção vendeu para as amigas, primas e clientes potenciais que, segundo ela, se aprovassem as peças, as chances de sucesso eram grande. “Eu vendi toda a coleção. O boca-a-boca foi o meu marketing no começo. Mas depois de um ano as lojistas começaram a me procurar”. Como tinha bom network e havia trabalhado em grandes marcas, entrou no mercado profissional pela porta da frente.

As jóias de Gabriela Aidar

Divulgação/ Gabriela Aidar

A inspiração para as criações de Gabriela vem essencialmente de viagens, de arte ou decoração - tudo que ela adora. “Me atualizo viajando, lendo muitos livros, sites, revistas, jornais, participando de workshops, tudo que se refere ao meu segmento”.

As bijuterias criadas por Gabriela são feitas com pedras brasileiras naturais, couro, madeira e o metal folhado a ouro ou prata. Já as jóias são feitas sob encomenda e os materiais são pedras preciosas com ouro, ouro branco ou prata.

As jóias de Gabriela Aidar

Divulgação/ Gabriela Aidar

As peças dela podem ser encontradas em lojas e butiques multimarcas em todo o Brasil. No ano passado, depois de participar da Première Class, uma feira de acessórios em Paris, ela começou a vender também no mercado internacional.

“Minhas clientes são pessoas informadas, que gostam de moda e dão valor à qualidade e design”, diz. Para Gabriela, a mulher moderna não pode sair de casa sem acessório nunca! E a hora de escolher, vale a dica da designer. “Braceletes, colares, anéis e brincos fazem parte desse ritual diário. Tudo vai depender da roupa, do humor, da atitude, do espírito na hora da escolhe”. Para optar sem erro, o bom senso deve prevalecer. “Quando quer usar várias bijuterias ou jóias, as peças precisam ser menores ou então fazer um mix de pequenas e grandes, para não sair na rua parecendo uma árvore de natal”.

As jóias de Gabriela Aidar

Divulgação/ Gabriela Aidar

A coleção de inverno deste ano de Gabriela apresenta como tendência quatro conceitos: natural, formas abstratas urbanas, herança bendita e devoção a elementos sagrados.

Algumas peças apresentam flores, raios de trovão ou gotas de diversos tamanhos, retratando a estação mais gelada do ano. Em outras, Gabriela mistura tamanhos, mas aposta nos maxi colares, maxi pulseiras e maxi brincos, feitos em pedras minerais em estado bruto.


Com inspiração na infância, onde o brigadeiro era presença constante, Gabriela usa o desenho divertido do confeito aliado ao designer moderno. Além disso, apresenta ainda peças que representam os cinco elementos da natureza, com colares com pingentes esculpidos em metal ou em placas de pedras.

Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente