Sexo 2.0 com Lini

Sexo 20 com Lini

Foto/Juliana Lopes

Assim como Mari Moon, ela pode ser considerada mais uma ‘web celebridade’, com promessa de ter o próprio programa na telinha. Com estilo fetichista, a publicitária Aline Gomes, não tem pudores para falar sobre desejos, posições e fantasias sexuais em sua página no Twitter (http://twitter.com/lini).

Depois de estudar o comportamento humano e sexual para o seu mestrado em marketing, com direito a pesquisa em casas de swing e sadomasoquismo, e morar na Dinamarca - hoje pratica Cybersexo com o seu namorado dinamarquês - ela resolveu se inscrever na rede social e soltar o verbo. "Quando era criança já gostava de me tocar, até levei muita bronca por isso. Mas meus pais sabem do meu jeito, que eu gosto de sexo, sim, e não me recriminam".

Hoje, com cerca de seis mil seguidores, ela se considera muitas vezes uma sexóloga. "Falo com gente de todo tipo. O cara que gosta de confessar o seu fetiche de transar com a prima. Mulherada de 30 anos, casada, também vem me pedir conselhos. Querem saber desde os brinquedinhos mais legais, se deve pagar o motel, ou como fazer sexo oral no parceiro", diz.

Para Lini, como é conhecida no meio virtual, o segredo para atrair vários ‘twitterios’ se deve ao fato dela falar abertamente sobre sexo "sem se passar por uma prostituta". Em muitos casos, ela diz que encara um personagem, sim. "Mas 90% do que está ali é meu. Se começo a ser chata é porque certamente não fiz sexo", brinca.

Sexo 20 com Lini

Twitter Aline Gomes

Ela diz que não gosta de balada e só mantém os seus relacionamento via web. Na rede, ela também assiste a filmes pornôs, voltados mesmo para o público masculino. "Não gosto de cenas mais ‘românticas’, com historinhas e diálogos. Confesso que não tenho paciência, se demorar muito saio fora. Sou diferente da maioria das mulheres". Lini diz que já aproveitou algumas ideias do enredo pornô. "Já entrei em um set de gravação. Há muita maquiagem, não dá para fazer tudo aquilo em casa".

leia também


Entre muitas conversas, ela se deu conta que muitas mulheres não tem o hábito de se tocarem, não sabem o que é masturbação ou mesmo tem dúvidas se já sentiram orgasmo. "Pretendo levar esses e outros assuntos para a televisão. Fechei contrato para um programa, mas o canal ainda não foi escolhido, talvez será o Multishow. Também participei de um ‘Lingerie Day’ para a revista Trip, pretendo escrever para o conteúdo online da revista".

Por Juliana Lopes

Comente

Assuntos relacionados: celebridades glitter