Scarlett Johansson: segunda empreitada como cantora

Musa de Woody Allen, de vez em quando Scarlett Johansson também arrisca algumas canções. Em 2008, a empreitada musical começou com o disco "Anywhere I Lay My Head", uma coletânea de músicas covers de Tom Waits. O álbum foi lançado em maio do ano passado, mas não chegou a ser um grande sucesso.

Para Scarlett isso não representou um sinal de que a breve carreira como cantora deveria terminar. Desta vez, ela se juntou com o músico norte-americano Peter Yorn, juntos eles vão lançar em setembro deste ano o álbum "Break up" (separação), que reúne canções já gravadas em 2006 por Scarlett em uma tarde.

A inspiração vem da dupla Serge Gainsbourg (cantor morto em 1991) com a modelo e atriz Brigitte Bardot, parceria consagrada nos anos 60. São oito composições inspiradas na história de um casal, com começo, meio e fim: desde uma tórrida história de amor e o ponto final no relacionamento, por isso o título "break up".

No site do projeto e, conseqüentemente, no Youtube, já pode ser visto um vídeo de 15 segundos com cenas dos bastidores do mais novo trabalho da dupla. Yorn ficou conhecido em 2000 pela música “Strange condition”, que fazia parte da trilha do filme “Eu, eu mesmo e Irene”e foi eleito, em 2001, um dos "10 artistas para se ficar de olho" pela Rolling Stone EUA.

Por Juliana Lopes

Comente

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?